Olinda Ângela, coordenadora do núcleo de Almada da Associação Portuguesa de Reiki (APR) partilha connosco mais um relato de aplicação de Reiki num animal com muito sucesso.
foto 1 do max
“Max começou a coxear. Os dias iam passando e ele cada vez pior, até que a dona o levou ao hospital veterenário. Foi consultado e medicado, incluindo antibiótico. Passaram mais uns dias e ele nada de melhorar. Voltou novamente ao hospital e o veterinário aconselhou a fazer um exame especial, uma vez que já tinham feito tudo o que podiam e os resultados eram os mesmos. Esse dito exame custava nada mais que 600,00€, só o exame, depois haveria mais despesas, e, era feito numa clínica veterinária especial. Essa pessoa, minha amiga, desesperada falou-me sobre a situação do Max. Aconselhei Reiki para a situação. A Dona do Max continuou a medicação e tratamento mandado pelo veterinário e comecei a mandar energia à distância. Mas determinado dia fui mesmo visitar o Max a sua casa. Ele deixou de imediato mexer na pata, comecei a dar energia, dei durante um tempo, nunca fixo quanto porque nos animais a energia flui até que eles permitem. Depois fui embora e no dia seguinte a ferida do Max expulsou uns picos pretos da almofadinha da pata direita traseira, que era onde estava a inflamação. E o nosso Max ficou curado da pata. A Dona poupou bastante como devem calcular.
E, agora, vem a segunda cura do Max, é o paciente que me proporcionou mais experiência no Reiki, na cura a Animais.
Max um cão muito alegre, divertido, e como é jovem, quer brincadeira. Diariamente a Dona dá-lhe os miminhos, mas certa manhã, ela ao abraçá-lo sentiu um odor um pouco desagradável. Admirou-se e tentou descobrir o porquê desse odor. Qual não foi o seu espanto, que ela deu conta, que no pescoço do Max havia um corte muito profundo, dando a sensação de ter sido levado a degolação. O corte, começava pouco profundo mas na outra extremidade, o golpe era mesmo profundo, clinicamente, tinha que ser suturado, devido à gravidade do corte. Até hoje, desconhece-se como aconteceu esta situação, mas o importante foi o grande resultado que se obteve com o Reiki. Nesta foto vê-se a ferida do Max. Minha amiga levou-o ao mesmo veterenário onde ele era sempre assistido, e foi-lhe dito que já não havia como suturar, estava mesmo fora de questão, devido à decomposição e apodrecimento dos tecidos, foi-lhe ministrado novamente antibiótico para ajudar, que aguardasse que cicatrizasse e que ia ficar sem pêlo e com uma grande cicatriz.
Foi então, numa segunda-feira que minha amiga me falou desta situação e eu na quarta-feira seguinte tinha um evento de voluntariado na HousePet, Escola de Obediência a Animais, e combinei com essa minha amiga, para ela ir ter comigo nesse espaço para podermos começar o tratamento de Reiki com o Max.
foto 2 max
 
foto 3 max
Nesta segunda foto vê-se melhor o ferimento, como é muito enérgico não foi fácil fotografá-lo, mas percebe-se bem a gravidade da ferida. As bordas da ferida estavam em gangrena e era daí que vinha o mau odor. Entretanto, tive que pedir ajuda ao dono para o agarrar e começar a tratá-lo. Durou 45 minutos o tratamento, desta vez fixei, porque queria ver os resultados. Foi impressionante, no final deste tempo, as bordas da ferida ficaram completamente acastanhadas, a Energia Reiki cauterizou, ou seja, queimou a parte do corpo para remover ou fechar occorpo estranho naquela região corporal, evitando a propagação e evolução do tecido decomposto. Estavam eletrocoaguladas, destruiu os tecidos inflamados através da frequência energética do Reiki. Como a Energia Reiki também é cicatrizante, ela cicatrizou o tecido fibroso, em que o tecido preexistente foi substituído por uma cicatriz, como o Reiki trabalha a nível celular na sua totalidade, restaurou o tecido sem deixar marca, cicatrização. Os pêlos nasceram e hoje nem se sabe onde esteve o grave ferimento.
foto 4 max
Nesta foto vê-se o Max com uma t-shirt colocada, para evitar o contacto com o chão, para não sujar a ferida e ficar protegida e o dono da HousePet estava a prepará-lo para ele correr após o longo tratamento de Reiki. Há anos que trabalho com o Reiki, mas esta cura foi intensa e muito profunda, devido à rapidez de cura que se viu de imediato.
Ao fim de uma semana de cura com Reiki o Max estava completamente curado, sem vestígios de corte. A foto seguinte mostra perfeitamente a cicatrização com dois dias após o único tratamento.
foto 5 max
Esta foto foi tirada por mim nesse dia que fui visitá-lo, porque a minha amiga estava tão agradecida e contente por ver a rapidez da cura no Max, que me dizia, tem que vir ver com seus próprios olhos, parece um milagre e para nós foi mesmo pela Bênção Maravilhosa que é esta Energia Universal o REIKI.
O Max tinha toda aquela área rapada, que tinha sido feito pelo veterinário, para que os pêlos não infetassem mais a ferida.
Espero que através de mais este meu depoimento, ilustre bem, a função e cura do Reiki. Nos animais a cura é muito mais rápida porque ele, animal, aceita a energia na sua totalidade sem existir interferências, porque ele Confia, no trabalho que sente através desta Energia de Amor.
Agradeço todas as bênçãos que tenho vivido e experienciado desde que sou Praticante de Reiki e que já são imensas e com sucessos consecutivos.
Sou Grata, Confio com Calma em todo o trabalho Honesto que pratico com Bondade para comigo e todo o ser que vem até mim!”
Olinda Ângelo