Neste pequeno guia, para praticar Reiki, partilhamos a vivência e experiência de Valter Jacinto, vice-presidente e coordenador do voluntariado. A sua prática ao longo dos anos, assim como a doação que faz em tantas instituições, geraram esta pessoal e bonita partilha. Como dizia a Mestre Takata “Reiki está disponível para quem procura”
[su_button url=”https://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/wp-content/uploads/2013/12/praticar-reiki-apr.pdf” target=”blank” background=”#147032″ radius=”round” icon=”icon: heart”]Podem ler o guia Praticar Reiki aqui…[/su_button] praticar reikiNão poderia falar da prática do reiki sem referir o Mestre Mikao Usui e o seu exemplo, sempre a orientar as nossas práticas.
Relembro os tempos seguintes à iniciação espontânea no Monte Kurama, em que o Mestre descobre constantemente a força da energia reiki e o apelo a uma vida mais compassiva, que o leva a viver nas zonas mais humildes de Quioto e assim poder doar reiki aos mais necessitados. Sabemos que não só tratou muita gente como também os motivou à integração social. Também é hoje sabido que o Mestre Usui rumou a outras paragens, levando o reiki como cura de muitos males e que ao regressar a Quioto reencontrou muitos dos que tinha tratado e socializado, a fazer a vida de sempre; marginalidade e mendicidade. O choque desta descoberta leva-o à procura de soluções que ajudassem as pessoas a alcançar a harmonia do corpo físico, emocional, mental e espiritual.
Assim nos são legados os 5 Princípios de Reiki, que tendo sido transmitidos na escrita arcaica japonesa, têm sido alvo de várias traduções, embora todas elas nos tragam sentido idêntico. Hoje é mais comum referi-los assim:
Só por hoje, Sou Calmo, Confio, sou Grato, Trabalho Honestamente, sou Bondoso

Valter Jacinto
Vice-Presidente,
Associação Portuguesa de Reiki