Friday, October 23, 2020

Reiki – Terapia complementar integrada no SNS – conclusões

No passado dia 29 de Abril a Associação Portuguesa de Reiki realizou, no Hotel Mundial em Lisboa, a apresentação e debate sobre a integração do Reiki, enquanto terapia complementar no Serviço Nacional de Saúde, com a participação das associações Lux Vitae, através da sua representante Teresa Barros e Ser Vida, através da sua representante Elisabete Dias.

Queremos agradecer a dos nossos representantes Valter Jacinto e Cátia Arnaut, à Teresa Barros representantes das associações Lux Vitae, à Elisabete Dias, da Associação Ser Vida, ao apoio dos voluntários Carlos Silva, Carlos Novais, Luis Mendes, Teresa Mendes, Ana Isabel, Pedro Mendes, Ricardo Batista e a todos os que participaram e enviaram mensagens de apoio.

Acreditamos que este trabalho ainda só agora está a dar os seus pequenos passos mas que estes são sólidos e no bom caminho. Com a união das Associações, auto-regulamentação dos terapeutas e correcto esclarecimento do público em geral e dos profissionais de saúde em particular, chegaremos ao reconhecimento e implantação do Reiki enquanto Terapêutica Complementar, ao serviço do cidadão.

Desta apresentação e consequente debate resultaram as seguinte acções e conclusões:

  • Reiki não é uma Medicina mas sim uma terapia complementar
  • Um terapeuta deve passar por um estágio de prática para atingir os requisitos necessários à boa prática terapêutica complementar
  • Cada terapeuta de Reiki deve regular-se não só pelo código deontológico mas também pela Norma NPTCR-01
  • Os conceitos base do Reiki e da prática terapêutica complementar Reiki devem ser universais para que não hajam más interpretações dos mesmos, até pelos próprios praticantes
  • O voluntariado nos hospitais e em outras instituições devia passar pelas Associações, não perdendo os seus proponentes o nome no projecto ou a função coordenadora, tal é aconselhádo apenas por as Associações terem maior capacidade mobilizadora, organizativa, com um código deontológio explícito e ferramentas de formação e avaliação dos voluntários.
  • Foi ainda reforçada a ideia, por parte dos participantes, que os formadores de Reiki devem acompanhar mais os seus alunos garantindo assim um correcto crescimento nas suas competências

Durante a próxima semana sugerimos

  • A leitura e análise da Norma NPTCR-01
  • Será lançado um inquérito nacional para a avaliação de cada um dos pontos e validação da norma no global

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 240 times, 1 visits today)