O Mama Help existe no Porto desde Março de 2011 e é um verdadeiro porto de abrigo para doentes com cancro da mama em busca de apoio e informação. O Reiki é uma das valências disponíveis no centro e, segundo a terapeuta Angela Feiteira, a maior parte das pessoas que o experimentam referem melhorias, nomeadamente ao nível da dor física.

Descrito pelos responsáveis como um «centro de recursos diversificados aberto a toda a gente», o Mama Help foi criado com o objectivo de disponibilizar informação e ajuda «desde o primeiro diagnóstico e em todas as fases da doença». Mas porque esse mesmo diagnóstico traz consigo uma enorme carga psicológica para o doente, família e amigos, torna-se importante que a resposta à situação não seja exclusivamente médica. Por esse motivo, entre as valências disponíveis no espaço contam-se Nutrição, Psicologia, Fisioterapia, Acupunctura, Osteopatia, Naturopatia, Yoga, Tai Chi e Reiki.

Angela Feiteira é a terapeuta de Reiki que trabalha no espaço desde o início e, em declarações ao Reiki em Portugal, explicou que a receptividade dos doentes a esta terapia tem sido boa: «Em geral, as pessoas que experimentam o Reiki sentem-se muito bem e onde é mais fácil constatar o seu “poder” é quando existem dores físicas, pois estas normalmente desaparecem durante a sessão.» «A maior parte das pessoas gostam das sensações, da tranquilidade, do “calor” que as aquece por dentro; sentem-se mais calmas e aliviadas dos pesos e pressões que sentiam», justifica.

Ainda assim, Angela Feiteira lamenta a falta de conhecimento que existe sobre o Reiki: «Tal como acontece com algumas das outras terapias complementares, o Reiki ainda é desconhecido de muita gente.» Assim, refere que «muitos dos que fizeram tratamentos de Reiki vieram porque alguém aconselhou, apesar de não saberem como era aplicado. Outros julgam erradamente que o Reiki é um milagre, e por isso experimentam uma sessão à espera de uma cura quase imediata». Porém, «o Reiki é um tratamento, sendo necessário, nalguns casos, sessões semanais ou até diárias para que ocorram melhorias significativas», adverte. Na sua experiência como terapeuta de Reiki, não apenas no Mama Help mas em outros locais, Angela Feiteira revela ter já «observado situações realmente fascinantes com os tratamentos de Reiki, mas são situações de tratamentos com alguma regularidade».

Assumindo-se como uma «apaixonada por esta terapia» desde que entrou em contacto com ela, e tendo em conta as situações que vai vivendo, a terapeuta não vê desvantagens na sua aplicação. «É um acto de amor e um tratamento que vai muito além da compreensão humana», sintetiza.

Auto-ajuda e apoio jurídico
No Mama Help estão ainda disponíveis serviços de aconselhamento jurídico, grupos de auto-ajuda e são realizadas sessões de esclarecimento sobre diversos temas.

A cirurgiã Maria João Cardoso, professora na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e responsável pela Cirurgia Mamária da Unidade de Mama da Fundação Champalimaud, é a presidente do Conselho Científico, o qual integra oncologistas, patologistas, radioterapeutas, imagiologistas, psiquiatras, enfermeiros, entre outros. Já o Conselho de Curadores inclui mais de uma dezena de nomes, entre os quais se encontram Leonor Beleza, Sobrinho Simões ou Maria Amélia Cupertino de Miranda.

Contactos:
Mama Help – Centro de Apoio a Doentes com Cancro da Mama
Rua dos Heróis e dos Mártires de Angola, 34, 2.º andar
4000-285 Porto
Telef. 22 206 01 00/09
E-mail: info@mamahelp.pt
http://www.mamahelp.pt
facebook.com/mamahelp

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 1.044 times, 1 visits today)