Desde o início do ano que o Núcleo de Anadia da Associação Portuguesa de Reiki (APR) desenvolve um projecto de voluntariado na Associação Social de Avelãs de Caminho (ASAC) com o objectivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos utentes. Os avanços registados têm sido notórios e o balanço muito positivo.

A Associação Social de Avelãs de Caminho, na Anadia, é uma instituição que, entre outras, integra as valências de centro de dia e lar. É nesta última que, desde Janeiro de 2012, o Núcleo de Anadia da APR mantém um projecto de voluntariado junto de 20 utentes dependentes, dos quais sete se encontram acamados e dez apresentam dependência parcial. Luís Ferreira, coordenador do Núcleo, relatou ao Reiki em Portugal qual está a ser a receptividade dos utentes.

Reiki em Portugal — Por que razão decidiram estabelecer esta parceria de voluntariado com a ASAC?
Luís Ferreira –
Em relação à ASAC procurámos esclarecer os utentes e seus familiares sobre esta terapêutica. Para tal, providenciámos pequenas sessões de Reiki aos interessados com o objectivo de promover, de alguma maneira, uma melhoria na qualidade de vida dos mesmos. Quanto ao Núcleo de Anadia, este projecto complementa as formações em Reiki que disponibilizamos, e tem-se revelado fundamental pelo tipo de utentes que abrange.

RP — Há quanto tempo é disponibilizado Reiki na ASAC e com que frequência semanal?
LF —
Este projecto teve início a 16 de Janeiro de 2012, sendo que a formalização do acordo ocorreu ainda em Dezembro de 2011. Nesta fase estão envolvidos 15 voluntários, que disponibilizam Reiki às terças-feiras e/ou sábados em períodos de uma a duas horas em regime de voluntariado. Devido ao tipo de utentes em causa não é possível a realização de sessões completas.

RP — Que benefícios têm sido constatados nos utentes que frequentam as sessões de reiki?
LF —
Com apenas mês e meio de voluntariado alguns efeitos já são bem evidentes. Tem-nos sido reportado que a generalidade dos utentes que usufruem desta experiência está mais calma, mais serena e dorme melhor. Muitos deles têm um quadro clínico estabelecido de demência, ou início de demência, porém, tem-se verificado que os episódios patológicos têm decaído consideravelmente.
Dos sete acamados inicialmente reportados, quatro deles têm tido reacções fantásticas. Apesar de dependentes, já acompanham os restantes utentes à sala de convívio e efectuam as suas refeições também fora do quarto. Para já, e dado o curto período de tempo, o balanço é extremamente positivo.

RP — O projecto é para continuar?
LF —
O projecto tem a duração de seis meses, para os quais foram previstas três avaliações. Na sequência da primeira avaliação decidiu-se manter os moldes deste voluntariado e equacionar a extensão do mesmo ao Centro de Dia durante os últimos dois meses do projecto.

CONTACTOS
Núcleo de Anadia

www.nucleoanadiaapreiki.weebly.com

Junta de Freguesia de Avelãs de Caminho
www.avelasdecaminho.pt

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 337 times, 1 visits today)