A Associação Portuguesa de Reiki (APR) entregou, pela primeira vez, o Prémio Hayashi de Investigação. A vencedora foi Mónica Policarpo, pelo trabalho de investigação desenvolvido e que incluiu o Reiki enquanto terapia complementar. A distinção foi entregue durante o Fórum Reiki e Empreendedorismo, realizado no dia 30 de Junho, em Lisboa.

Mónica Policarpo é licenciada em Gestão de Recursos Humanos e desenvolveu a sua tese de mestrado na área de Gestão da Saúde. “As Medicinas Alternativas e Complementares no Serviço Nacional de Saúde” foi o tema da dissertação que realizou no ISCTE-IUL (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa-Instituto Universitário de Lisboa), tendo incluído o Reiki como terapia complementar. A tese de Mónica Policarpo está disponível no site da APR, podendo ser consultada aqui:

http://associacaoportuguesadereiki.com/reiki/projectos-de-reiki/premio-hayashi-de-investigacao-reiki.html

O objectivo da investigação passou por perceber a forma como um grupo de estudantes de Enfermagem encara as Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) e a sua eventual integração no Plano Nacional de Saúde. Para tal, foi aplicado um questionário a 150 alunos de um curso de Enfermagem, do 1.º e 4.ºanos, entre os 18 e os 38 anos de idade. O Reiki, pela sua crescente utilização por parte dos portugueses, foi uma das terapias complementares consideradas no inquérito.

Mais formação sobre Reiki
Entre as principais conclusões alcançadas, Mónica Policarpo destaca o facto de cerca de 85% dos estudantes de Enfermagem entrevistados recomendarem a inclusão das Medicinas Alternativas e Complementares no Plano Nacional de Saúde. Segundo a investigadora, constata-se que “as MAC estão a crescer e a suscitar não só curiosidade como interesse e confiança”.

Em relação ao Reiki, “os alunos inquiridos mostraram interesse em obter formação adicional sobre esta terapia”, diz Mónica Policarpo. Por outro lado, a terapia complementar que mais se destacou foi a massagem, sendo esta o principal elo de ligação entre os futuros enfermeiros e as MAC. Aliás, concluiu-se que estes estudantes “estão interessados em introduzir no seu curso algumas terapias complementares ainda sem legislação em vigor, como é o caso da Massagem, Aromaterapia, Hidroterapia, Meditação e Reflexologia”.

Prémio Hayashi de Investigação
Mónica Policarpo encara a atribuição do Prémio Hayashi de Investigação como “um privilégio, uma verdadeira honra”. “É prova de que toda a dedicação investida na dissertação está a ter frutos e, acima de tudo, a ser divulgada a mais pessoas”, concluiu.

O Prémio Hayashi de Investigação foi criado pela Associação Portuguesa de Reiki com o objectivo de reconhecer o esforço que muitos investigadores e estudantes têm vindo a desenvolver para demonstrar, em meio académico, os efeitos da terapia complementar Reiki.

João Magalhães e Mónica Policarpo

Mais informações sobre este prémio, nomeadamente Regulamento e prazo de candidatura, podem ser encontradas aqui aqui:
http://associacaoportuguesadereiki.com/reiki/noticias-associacao/259-premio-hayashi-de-investigacao.html

Tese de Mestrado sobre “As Medicinas Alternativas e Complementares no Serviço Nacional de Saúde”:


http://associacaoportuguesadereiki.com/reiki/projectos-de-reiki/premio-hayashi-de-investigacao-reiki.html

Associação Portuguesa de Reiki
http://associacaoportuguesadereiki.com/reiki/
info@montekurama.org

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 511 times, 1 visits today)