Demorou, mas aconteceu. A Associação Portuguesa de Reiki (APR) já está representada em Lisboa, tendo Paula Castella como coordenadora do novo Núcleo. Motivada em contribuir para a divulgação do Reiki, a responsável não duvida que “saber viver em harmonia com a filosofia Reiki é uma das vias para o alcance da realização e felicidade”.

“Eu achava que gostava muito de Reiki, mas a partir do contacto com a APR, em Outubro de 2011, logo compreendi que ele ia mais além das minhas expectativas.” É com um tom de fascínio que Paula Castella se refere à forma como passou a viver o Reiki desde que, pela primeira vez, contactou com a Associação. E o fascínio foi de tal ordem que, durante estes meses, nunca mais parou de contribuir em diversos projectos da Associação, culminando agora com a coordenação do Núcleo da capital.

Apesar da vida profissional “muito absorvente”, Paula Castella faz questão de reservar tempo para o voluntariado. Além de integrar o Centro Operacional de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa, tem-no feito também através da APR, em eventos de esclarecimentos da prática da terapia complementar Reiki e na Ajuda de Mãe. Hoje, passados oito meses desde o início da experiência nesta instituição, Paula Castella diz-se “muito grata pela oportunidade”. “Sinto como se todos aqueles meninos fossem um pouco meus filhotes”, afirma. Na sua opinião, “as crianças são genuínas e todos nós deveríamos olhar para elas e reaprender com a sua essência, pois essa mudança interior pode projectar para o exterior uma melhor forma de estar, enaltecendo a humanidade”.

“Rigor profissional”

Questionada sobre o que a motiva a aceitar o desafio de coordenar o Núcleo de Lisboa, Paula Castella não hesita em apontar o facto de se identificar com a “missão da APR” e com a “forma como flui toda a sua dinâmica”.

Por outro lado, defende que “a terapia complementar Reiki deve chegar o mais depressa possível a todo o lado, por isso, é muito importante a sua divulgação, respeitando sempre as orientações da direcção da Associação”. “Um trabalho uniformizado, com rigor profissional, resulta na qualidade da prestação e dos resultados obtidos”, salienta a responsável, concluindo que “só desta maneira será possível o reconhecimento da prática como todos desejamos”.

Enquanto coordenadora do Núcleo da capital, Paula Castella compromete-se a cumprir a política de intervenção da Associação. “Os seus princípios, valores e normas serão a fonte da minha acção”, acrescenta. Entre os objectivos que pretende alcançar destaca a contribuição para a formação contínua; divulgação da prática de Reiki para uma consciencialização global e seu reconhecimento; formação de voluntários; elaboração de protocolos para práticas relacionadas com Reiki; realização de sessões de esclarecimento e ainda promoção de reuniões periódicas e partilha de conhecimentos no espaço do Núcleo.

Actividades previstas
O Núcleo de Lisboa abraçou já o projecto Ser e Viver, destinado a dar apoio a doentes oncológicos.

Para 15 de Agosto está a ser projectada a celebração do Dia Internacional do Reiki, altura em que será também feita a apresentação do Núcleo (informação a divulgar em breve).

Como 2012 foi instituído pela APR como o Ano da Formação e Profissionalização em Reiki, Paula Castella tenciona “ em sintonia com a Direcção da Associação, fomentar diversas formações e partilhas de conhecimento para exponenciarmos as nossas práticas”.

Paula Castella, coordenadora do Núcleo de Lisboa

Av.Almirante Reis, 174 – 2 D Lisboa (Próximo do Metro da Alameda)
contacto: 91 208 22 84, 91 763 20 77
facebook: Pág. Núcleo de Lisboa – Associação Portuguesa de Reiki

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 1.336 times, 1 visits today)