Thursday, December 3, 2020

A Embaixadora do Reiki na Medicina

A Embaixadora do Reiki na Medicina Pamela Miles

Por: Janet Dagley Dagley, Editor, Reiki Digest.

Simpósio Integrado de Saúde, Nova York, 2009.

Numa sala de conferências do hotel completamente preenchida com médicos, enfermeiros, quiropráticos, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais de saúde, uma mulher está perto de uma tela de projeção a falar, e a atear “fogo” polissilábico: intervenção terapêutica, protocolo, antecipação da ansiedade, sistema parassimpático, passando a cada “click” a sua apresentação.

Alguns tentam segui-la, tomando notas freneticamente para manter o fluxo de informação. O ambiente é tranquilo: nenhuma conversa, nem mesmo um telefonema errante.
Eu já vi esta anfitriã, mas não como desta vez. E muito menos a dar apresentações técnicas com praticantes de Reiki onde se precisa saber sobre o porquê do trabalho em ambiente médico.

Agora, esta é uma definição profissional da área médica, e embora ela não seja uma profissional médica, manipula perfeitamente, usando o formato, a linguagem, as ferramentas de apresentação, as normas e mesmo a calma e cadência necessárias. Quando ele fala da cultura médica na sua área de especialização: o REIKI, ela recebe a atenção de todos os presentes na sala. Na verdade, o epicentro dessa atenção foi quando ela e alguns dos seus alunos ofereceram a cada participante uma demonstração de 30 segundos de Reiki com imposição de mãos para iniciar a sua apresentação.

Após esta curta oportunidade de descobrir o que se sente com o Reiki, pediu aos participantes para explicarem como se sentiam ao receber Reiki: Relaxamento profundo? Abertura? Ondas de energia. A minha dor de cabeça desapareceu…

Esta é Pamela Miles, mestre de Reiki, e Embaixadora do Reiki na Medicina.

Pamela Miles Embaixadora do Reiki na MedicinaNão era isto o que ela iria ser, nem mesmo quando era uma jovem intrigada com a prática de yoga e meditação, quando era uma jovem mulher a residir e a estudar na Índia, ou quando recebeu, pela primeira vez, um tratamento de Reiki para ajudar a aliviar náuseas e dores da gravidez em 1986. No entanto, ela estava conectada com o Reiki, e desde então, começou de imediato a seguir a formação para se tornar uma Mestre de Reiki. A relação médica veio logo depois.

Surgia uma nova doença que fazia as manchetes da imprensa, vista como uma sentença de morte porque até aquele momento, ninguém havia sobrevivido. Pessoas vítimas da SIDA com muito sofrimento, e muitas pessoas ficavam com medo de tocá-las e até mesmo de estar no mesmo quarto com elas, com receio de contágio.

O pânico estava instalado no ar e, certamente, não se sabia como o vírus fora transmitido. Como a medicina tradicional ofereceu pouca esperança às vítimas, muitos deles procuram terapias alternativas.

A organização Gay Men´s Health Crisis (GHMC) em Nova York, que se mostrou aberta a uma solução para uma resposta à epidemia, pediu a Pamela Miles um programa de Reiki.

Não só chegou aos doentes com SIDA para oferecer sessões de Reiki e ajudá-los com os seus benefícios, mas ensinou também a prática do Reiki para que estes pudessem aplicar, embora alguns alunos “fossem tão doentes que quase adormeciam durante as aulas. Mas eles foram capazes de fazer Reiki a si mesmos “. disse ela durante o simpósio.

E então soltou uma bomba: “Eu não tenho credenciais médicas. Ela repetiu, para ficar com a certeza de que todos haviam percebido: eu não tenho credenciais médicas.

Mas muitos médicos que estavam a fazer tratamento a doentes com SIDA viram os seus pacientes melhorarem mais do que o esperado, e que não paravam de aclamar o Reiki, Pamela Miles e GMHC. E a partir desta ligação, Beth Israel iniciou o seu programa de terapias complementares em ambulatório para pacientes com SIDA.
Desde então, sem credenciais médicas, Pamela Miles fez Reiki na sala de cirurgia com o Dr. Mehmet Oz entre outros, inclusive em transplantes de coração, e já publicou inúmeros artigos em revistas científicas sobre o Reiki. Ela escreveu um único livro de Reiki publicado pelo maior editora dos EUA, e é constantemente convidada para estar presente e participar em audiências e conferências médicas, incluindo o Instituto Nacional de Saúde.

Não só trouxe o Reiki para muitos profissionais de saúde, como ensinou praticantes de Reiki de todas as linhagens, coisas tão importantes como a comunicação com os profissionais médicos e como trabalhar com eles.

Muitos consideram que deveria ter credenciais na área da saúde, mas Pamela Miles sabe mais. Ela pode trabalhar em estreita colaboração com profissionais de saúde, falando a mesma linguagem, mas nunca se apresenta como um deles. Ela explica que o Reiki pode ser praticado em ambiente e espaços médicos, mas que o Reiki não é medicina. O Reiki é uma prática espiritual ou de cura vibracional. É o que ela diz na sua apresentação. E então frisa: Eu não estou a falar de religião. Religião envolve um dogma, um sistema de crença. Reiki, explica ela, que é uma prática de cura é um processo contínuo. Eu digo sempre aos meus alunos que não é basta ter um estilo de vida saudável. Precisamos de um estilo de vida harmonioso. Temos de encontrar, criar momentos de harmonia no nosso dia a dia.

Interessante a noção de criar e encontrar momentos de cura e harmonia no dia a dia. Sarah Nowlin, uma enfermeira que assistiu à apresentação de Pamela Miles e marcou a sua formação de Reiki percebeu que “a assistência ao paciente começa com o cuidar do cuidador”. Após a apresentação de Pamela, senti-me confiante sobre os efeitos do Reiki. Com apenas 30 segundos de tratamento de Reiki dados aos membros presentes na conferência pública senti uma calma imensa, e senti-me  inspirada a realizar o primeiro Nível de Reiki. Estou a fazer a minha parte e se eu praticar Reiki todos os dias aumentarei as minhas capacidades” disse Nowlin  Espero, eventualmente, usar o Reiki como terapia adjuvante para os meus pacientes”.

“Eu posso dizer com toda a sinceridade que, quando falo de Reiki com os colegas, eles ficam tão animados como eu” Diz Nowlin.

“No entanto, há ainda algum conhecimento falso flutuando em torno de onde e quando começou o Reiki e o que ele é hoje. Gostaria de ver mais profissionais a integrarem o uso do Reiki nos cuidados primários e cuidados intensivos. As comunidades de médicos e enfermeiros estão conscientes dos efeitos de “cura” do Reiki, mas com a comunidade médica focada na prática baseada em evidências, mais pesquisa é necessária para o Reiki ser incorporado como prática. ”

Pamela Miles sabe que tipo de provas são necessárias para dar ao Reiki legitimidade na medicina científica, mas também sabemos que precisamos rever as regras para este desafio “. O estudo aleatório e por controle não é adequado para o tipo de ações complexas e de multinível da medicina complementar e alternativa” disse na sua apresentação “Uma abordagem de sistemas é mais adequada para a investigação: Dar Reiki a um grupo que efetuou uma cirurgia e não dar Reiki a outro grupo para ter um termo comparável de pacientes e analisar… Quem sai primeiro do hospital? Quem toma menos medicamentos? etc. O desafio na pesquisa sobre o Reiki em concreto, é que não temos nenhuma evidência científica de que o Reiki existe! Então, se começamos a pensar dessa forma, não irá muito longe.”

Dr. James Dillard, médico quiroprático acupuntor e praticante de Reiki, especializado em dor crônica, estudou Reiki com Pamela Miles e foi o seu apresentador no simpósio.
“Se alguém me diz, como praticante de Reiki, acredita nisso? Digo-lhe que não tenho certeza ” diz Dillard. “Eu uso. Eu pratico. Parece que os meus pacientes se sentiram melhor. Acredito nisso como uma crença religiosa? Não!

Dillard diz que “se tenho alguém com dor e ansiedade, o Reiki é uma ferramenta valiosa, porque não só me permite manter a calma e tranquilizar-me na presença de um problema ou com alguém totalmente stressado , como permite que a própria pessoa se mantenha calma e tranquila.” Pamela Miles fez uma lista de muitas situações em que o Reiki pode ser útil, observando, com grande cuidado, citando vários estudos que existem como sendo apenas parte da sua própria experiência.

“O mecanismo de ação do Reiki é ainda desconhecido”, diz Pamela Miles.”A ciência não sabe como funciona o Reiki. Lembrem-se que a aspirina foi usada durante 70 anos sem a ciência entender o seu mecanismo de ação. Eu penso que o Reiki é cura latente. E há investigações documentadas sobre tratamentos de Reiki que parecem conduzir à conclusão de que este de forma muito ténue equilibra o sistema. Um efeito colateral desse equilíbrio é a redução do stress. Há 100 anos atrás, as pessoas iriam libertá-lo para o campo ou para as montanhas pelo ar fresco, talvez água corrente. Com isso as pessoas descansavam. Hoje, se foram para as montanhas, e não existir um casino, provavelmente stressaríam mais. Certo?  Porque não sabemos como descansar. Perdemos a capacidade de voltar ao controle do sistema nervoso parassimpático. Assim, propomos, e é apenas uma teoria das minhas observações clínicas, através do Reiki as condições do corpo para alterar o controlo do sistema nervoso parassimpático através da estimulação do nervo vago. E assim que o corpo restaura os seus próprios mecanismos de regulação. ”

Miles e Dillard concordam que é preciso muito mais pesquisa e algumas sugestões de como fazer e implementar, “Incluir um Mestre de Reiki com experiência em todas as fases de pesquisa, desde a concepção à interpretação” disse Pamela Miles. Ela espera que os investigadores considerem o Reiki como Richard Davidson no Hospital de Madison através do estudo da meditação e dos seus benefícios.

Pamela Miles já fez Reiki a muitos pacientes com diferentes patologias de saúde, mas deixa claro e frisa que um praticante de Reiki não trata a doença em si. Quando as pessoas me chamam e dizem:” Já curou cancro antes? O que acham que lhes respondo? Não!!! Eu não trato ou curo o cancro.

Reiki não cura o cancro. Reiki equilibra as pessoas, o que faz com que isso ajude os seus corpos a lidar com qualquer sintoma ou condição, ou apenas apoia qualquer abordagem para o processo de cura. ”

Tradução : Sónia Gomes

Palestra em Portugal

Pamela Miles estará em Lisboa no dia 3 de Outubro e no Porto dia 5 e 6 de Outubro, podem fazer as vossas inscrições para o workshop, aqui…

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 364 times, 1 visits today)