O Núcleo de Almada, coordenado por Olinda Ângelo, iniciou no dia 13 de Outubro o projecto Voluntariado Reiki — Tratamento para Animais de Estimação, no Hospital Veterinário Principal da Charneca da Caparica, com o apoio e disponibilidade da Dr.ª Cristina, médica veterinária e proprietária da clínica. Além de Olinda Ângelo participaram, como voluntárias, Maria José Carvalho (assistente de Olinda) e Lúcia Oliveira, ambas associadas da Associação Portuguesa de Reiki. Este é o relato do trabalho realizado, que nos foi enviado pela responsável do Núcleo.

Nossos primeiros animais de estimação foram:


Nesta foto vemos da esquerda para a direita Maria José, Dr.ª Cristina e a recetora principal Xica e Olinda Ângelo

A Xica é uma Bull Terrier com ano e meio, uma cadela extremamente nervosa, roía as patas, rabo e num dos cantos do Hospital no lado exterior ladrava-me imenso, incomodando os vizinhos. Foi muito recetiva à energia, muito simpática, beijando-nos constantemente, um doce de animal, muito afável. A foto seguinte assim confirma.


Após um tempo a ser tratada e como a foto seguinte demonstra, ela ficou assim…

Depois do tratamento pedimos à Dr.ª Cristina que nos levasse ao local onde ela ladrava, e inicialmente ela recusava chegar a ele, após nossa insistência de chamamento e de continuarmos a mandar energia ela cede e vem até nós sem ladrar e recetiva novamente à energia, as fotos seguintes falam por si:


Dia 14 de Outubro, segundo tratamento com a Xica, neste dia dou um composto Floral de Saint Germain, para ajudar a serenar mais, e só apenas com um tratamento já estava mais calma, à sua chegada o cumprimento dela e o relaxamento quando começou a receber a energia, conforme mostra a foto:

Dia 16 de Outubro, terceiro tratamento da Xica, deitou-se de imediato, eu estava sozinha nesse dia e consegui tirar uma única foto mas vê-se a diferença da Xica, muito mais calma e confirmado pelo Dª. Cristina sua dona…

Dia 13 de Outubro, nossa segunda recetora, Tita de oito meses raça Pincher, uma cadelita extremamente nervosa, fazia xixi no sofá, muito ansiosa.

Dia 14 de Outubro Tita após a saída da dona mãe da Teresa, que acabei por pedir à Srª para sair porque ela era uma das causas da ansiedade e nervosismo da Tita, como a foto mostra ela colocou-se no pescoço da Teresa olhando par aa porta à espera que a dona entrasse novamente e não foi fácil ela sossegar, mesmo tomando o floral de Saint Germain. Dei-lhe energia e reparem a atenção dela para a porta. O cão al lado da Tita é seu pai Tarzan com 2 anos.

Tarzan uma doçura veio de imediato para o meu colo, aninhando-se e recebendo a energia, todo ele tremia, o que é hábito nesta raça, tentei dar energia aos dois em simultâneo para ver se acalmava mais a Tita, mas ela queria a dona e insistentemente olhava para a porta.


No dia 16 de Outubro Tita, Tarzan estavam muito mais calmos. A Tita de noite deu um alerta em casa que algo não estava bem, e os donos não ligaram e nessa mesma noite ela tornou a fazer xixi no sofá. O Tarzan ficou muito mais calmo. E nesse mesmo dia conhecemos toda a família, um filhote mais novo com 2 meses (ainda sem nome) porque está para venda e a mãe Nelly com ano e meio, muito desconfiada e ansiosa.


Apresento-vos o filhote, que adorou a energia, fartou-se de me dar beijos e já não queria sair do meu colo. E a Nelly também adorou receber energia, ficou muito mais calma. Na terceira foto toda a família estava tratada e reparem em seus olhitos, mas a Tita continuando a olhar para a porta, aguardando a dona…


No dia 13 outro recetor o gato Charles, dona a Teresa, este animal chegou às minhas mãos, nervoso, ansioso, com problemas de toque. A primeira foto mostra bem como ele estava assustado, olhou para mim com um tom de verde forte e à medida que foi relaxando a cor dos olhos foi ficando mais clara…muito interessante. Começámos a trata-lo, eu fiquei na parte traseira dele e ao massajá-lo senti que ele se encolhia e manifestava na pele arrepios, este animal foi castrado e ele sentia-se traumatizado com a situação, pois a energia era diferente e o medo do toque recordava-lhe algo errado, ruim…fui massajando até que ele descontraiu, pois sentiu que não lhe estava a fazer mal, pelo contrário, sentia-se a relaxar…


No dia 14 Charles vem fazer o segundo tratamento, mas ele mostrou que só queria uma festa e nada mais, a dona falou que ele ficou completamente calmo, dormiu a noite toda e estava no canto dele. Isto quer dizer que nosso amigo ficou somente com um único tratamento. As fotos falam por si.


No dia 13 temos mais um recetor, um cão mistura de caniche com cão de água, o Lucky com 7 anos, cuja patologia é epilepsia, está medicado, também muito nervoso e ansioso, com dores no ouvido esquerdo, a dona estava junto e ele ficou desconcentrado, sempre a olhar para ela e não relaxou o suficiente. Como as fotos demonstram ele está sempre virado para a dona.


No dia 14, Lucky vem mais calmo e para que ele sinta mais a energia peço à dona que fique fora da sala e assim ele relaxou muito mais. Não veio ao terceiro tratamento.

No final de atender os animais ofereci energia à Teresa e ao Ricardo donos dos Pincher e do único gato o Charles.


 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 820 times, 1 visits today)