Rumo ao Monte Kurama

E de Kyoto que parte um simpático e pequeno comboio com apenas 3 quase minúsculas composições rumo ao Monte Kurama, a ultima estação da pequena linha rural.

A estação de partida parece de brincar com bancos públicos disponíveis a escala da estação. A chegada a estação final de Kurama deixa-nos já uma sensação de encanto, uma vez que e extremamente acolhedora, maioritariamente em madeira e decorada com a arte e fotografias locais.

Monte Kurama

O acesso ao Monte Kurama fica logo ao lado da estação, a 3 minutos a pé.

Subindo as escadas compra-se um bilhete de acesso ao Monte e pouco mais a frente o bilhete para o elevador / comboio que nos leva por entre um denso e verdejante caminho a base do íngreme Monte.

Uma caminhada a pé rodeado por árvores majestosas de um verde extraordinário transporta-nos para outro estado, de relaxamento, de contacto com a natureza e a terra, limpando e purificando os nosso pulmões com ar puríssimo. Sempre a subir, ora em caminho ora por escadas, sempre ladeados por bonitas lanternas, chegamos a fonte do dragão onde e suposto lavarmos as mãos e a boca antes de nos dirigirmos ao templo.

Monte Kurama

Subimos mais um pouco e eis que se nos depara o templo.

A paisagem e maravilhosa e o espaço e extraordinário, de uma paz incrível.

Contudo, esperava encontrar ali a Meca dos Reikianos e eventualmente pessoas a praticarem Reiki livremente ou em grupo. Para minha grande surpresa não vi nenhum praticante e quando perguntei aos funcionários que se encontram dentro do templo por Reiki ou por Mikao Usui a expressão que recebi foi de total surpresa sem saberem do que falava
eu.

Não me importei e fiz a minha sessão de auto tratamento no exterior do templo a contemplar a natureza e a aproveitar a energia daquele lugar magico.
Foi para mim um momento muito especial porque pude também fazer a Iniciação no Nível I a minha filha de 4 anos que saiu mais “magica” do Monte Sagrado.

Aproveitamos o tempo e absorvemos a paisagem, o ar e a energia do Monte Kurama verificando a paz e a renovação que obtivemos enquanto descíamos o Monte de regresso a estação.

A saída cruzamo-nos com um casal de ocidentais que, como nos, vinham conhecer o berço do Reiki. E curioso como localmente a pratica do Reiki e tão comum que o templo de Kurama e mais conhecido pelos locais mais pela sua historia e beleza do que pela razão pela qual foi edificado.

Monte Kurama - Cátia Arnaut

Eternamente grata, com o coração cheio de compaixão e amor que procurei devolver ao Universo e com um profundo prazer que compartilho esta experiência única e de valor inestimável contigo João, e com todos os membros da Associação.
Um beijo cheio de Luz,
Catia Arnaut

[box type=”info”]Podem ver o video desta viagem no nosso Canal no Youtube…[/box]

Cátia Arnaut é a coordenadora do projecto de Reiki para Hospitais – Mãos de Luz
Da Associação Portuguesa de Reiki

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 1.477 times, 1 visits today)