Bolsas_CEFAin

O Núcleo de Anadia da Associação Portuguesa de Reiki (APR) está a atribuir bolsas para formação em Reiki. A iniciativa destina-se a responder às necessidades de quem pretende fazer formação nesta área mas não consegue por motivos económicos. A primeira formação decorre já no próximo dia 16 de Março e as candidaturas já estão abertas.

Em entrevista ao Reiki em Portugal, Luís Filipe Ferreira, coordenador do Núcleo, fala sobre o projecto e explica a quem se destina, esclarecendo todas as dúvidas.

Como surgiu esta ideia?

A ideia de criação de mecanismos de financiamento como as Bolsas de Formação em Reiki já vem do ano anterior, no âmbito daquilo que foi promovido pela APR como o Ano da Formação e Profissionalização em Reiki. E apesar de termos superado todas as expectativas neste contexto, temos vindo a diagnosticar cada vez mais dificuldade no cumprimento dos planos de pagamentos associados a estas formações e que muitas vezes põem em causa a sustentabilidade do Núcleo e a sua capacidade de manter eventos de carácter gratuito, como o voluntariado semanal e os workshops de acompanhamento que promovemos.

O que são e como funcionam estas Bolsas de Formação?

Tratam-se de bolsas de financiamento atribuídas pelo Centro de Estudos e Formação de Anadia (CEFA) e que permitem tornar mais acessíveis os Cursos de Formação em Reiki. Na prática, numa primeira fase, o desempregado concorre às bolsas com a documentação necessária. Posteriormente, é realizada uma avaliação e estabelecido um valor de desconto directo sobre o montante do curso. Após isto, e já sob coordenação do próprio Núcleo, é estabelecido um plano de pagamentos ao restante valor.

Quantas bolsas existem e quem pode concorrer?

Temos de momento disponíveis 20 bolsas de financiamento com montantes que cobrem entre 25 a 80% do valor do curso. Nesta primeira fase, estas bolsas impõem uma condição de situação de desemprego por um período superior a seis meses, factor que diagnosticamos como o mais relevante no concelho de Anadia e impeditivo da frequência e acompanhamento deste tipo de formação.

Estas bolsas estendem-se a outras Formações leccionadas pelo Núcleo?

Não. Estas Bolsas de Formação dependem de uma entidade financiadora – o CEFA – e destinam-se apenas a Formações em Reiki nível 1. Este é um projecto que terá várias fases e, nesta primeira fase, temos seis meses para ir gerindo estas bolsas. Os candidatos com bolsa aprovada têm até Novembro para usufruir das mesmas. Esperamos depois alargá-las aos restantes níveis de Reiki. As restantes formações que o Núcleo lecciona já são de contribuição baixa e tem muitas vezes outro tipo de iniciativas associadas, pelo que não se justifica a condução do protocolo nesse sentido.

Os candidatos têm alguma obrigação contratual, por exemplo?

Não. O Reiki é simples e o nosso principal objectivo é que estas Bolsas de Formação sejam realmente bolsas de apoio e nada mais do que isso. Este objectivo tornou muito difícil o estabelecimento do protocolo com uma entidade financiadora, mas o mais importante é que conseguimos. Com isto, o candidato não tem qualquer obrigação. Após aprovação da bolsa, o mesmo recebe uma notificação sobre o montante financiado e uma proposta de plano de pagamentos. O candidato é livre de a recusar ainda assim. No caso de aceitação, terá duas edições para usufruir dela. No caso de recusa ou de aprovação e de não usufruto da mesma, o candidato apenas ficará impedido de voltar a candidatar-se.

[box type=”info”] Todas as informações sobre estas Bolsas de Formação encontram-se disponíveis no site do Núcleo de Anadia da APR:
http://nucleoanadiaapreiki.weebly.com/
[/box]

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 969 times, 1 visits today)