Saturday, October 31, 2020

Expansão do Reiki no Bonfim/Porto

Filomena Isidoro é a coordenadora do recém-criado Núcleo de Bonfim/Porto, da Associação Portuguesa de Reiki (APR). Está ligada à Associação há dois anos e assume-se como uma “apaixonada pelo Reiki”. Consciente do bem que lhe faz e que ajuda a levar aos outros tem como principal motivação fazer com que o Reiki seja divulgado cada vez mais, de uma forma simples, saudável e muito aberta.

post-reiki-bonfim

Inicialmente a intervenção de Filomena Isidoro estava prevista para a Maia, no entanto, por questões de índole interna, associada a esse núcleo e, por outras oportunidades que surgiram no caminho, como o convite para fazer Reiki no Académico Futebol Clube, Filomena enveredou pela coordenação do núcleo de Bonfim/Porto.

As instalações do núcleo são cedidas gratuitamente pelo Académico Futebol Clube, num espaço centenário agradável e com energia muito boa, onde crianças, jovens e adultos interagem.

O Amor incondicional sempre foi e continua a ser o seu desafio como pessoa e, apesar do Reki não ser religião, Filomena Isidoro faz questão de falar sempre em energia Universal e separar as águas, para que a adesão ao Reiki seja cada vez maior.

ATIVIDADES PREVISTAS NÚCLEO BONFIM

IMG_0195No sábado, dia 13 de abril decorreu o primeiro evento “Openday Reik Solidário” -contribuição através de géneros alimentares que foram entregues na igreja local, para ajudar nas refeições que são distribuídas, á noite, a cada vez mais pessoas.
Dia 20 de abril, às 15h haverá um filme aberto, que terá no final  comentários/partilha para alunos e restantes participantes.

Para 4 de maio está agendada formação para o I Nível de Reiki
Em adição, todas as terças feiras Filomena Isidoro ocupa uma sala que é utilizada noutras horas para reuniões e que, futuramente, será um A.T.L.. Nessa altura, as crianças vão chegar e quem sabe o Reki possa ser difundido entre as crianças, facto que desde sempre fascinou a coordenadora.

Todas as atividades decorrem no Académico Futebol Clube do Porto

VOLUNTARIADO NO HOSPITAL SÃO JOÃO DO PORTO

Além de já ter colaborado com o Presidente da APR, João Magalhães, na produção de um caderno de voluntariado para pacientes oncológicos e da coordenação do núcleo do Bonfim/Porto, Filomena Isidoro é também voluntária da Pastoral, no hospital S. João do Porto. Considera que o Reiki já é muito conhecido entre os utentes e que a aplicação de tratamentos está cada vez mais difundida.  No Hospital de São Joao há já muitos serviços que se propõe a integrar o Reiki nos tratamentos convencionais, como é o caso da Neurocirurgia, Hematologia, entre outros.

Filomena também colabora no I.P.O. como voluntária de Reiki utilizando esta poderosa ferramenta como arma para poder ajudar e acompanhar sem se cansar e ajudar muito melhor, pois sempre que está com um doente está como instrumento/canal.

PERFIL DO VOLUNTÁRIO TERAPEUTA DE REIKI

Segundo a coordenadora, um voluntário de Reiki num Hospital terá que possuir muita humildade, respeito pelo doente…sempre, pelos profissionais de saúde e pela Essência do Reiki.
Um voluntário de Reiki terá que ter uma grande capacidade de escuta, o estar com e para o doente, que na maior parte das vezes padece mais da alma do que do físico.
Filomena Isidoro considera que há muito para fazer em termos de voluntariado de Reiki nos hospitais. Ao voluntário de Reiki num hospital exige-se primeiro formação, como um simples voluntário e, por outro lado, formação ao nível comportamental para se ajudar, mas ajudar eficazmente e com o maior respeito para com doentes e familiares, pois aqui a fragilidade é muita. Há velhos hábitos, comportamentos e palavras a desaprender.

IMG_0192

NÍVEL DE CONHECIMENTOS PARA APLICAÇÃO EM DOENTES ONCOLÓGICOS

Relativamente a esta questão, Filomena Isidoro considera que o caminho de voluntário e voluntariado de Reiki é entrega de corpo e alma. Um caminho para se fazer com a ajuda de pessoas com alguma experiência, que estão para servir e não para se servir.
Quanto à graduação face aos níveis de Reiki depende muito… tudo terá a ver com  o que cada um tem para dar. Podem existir voluntários com o I Nível que terão muito para dar, assim como um voluntário de II e III nível. O essencial é a formação em voluntariado, a ética, comportamento e o respeito pela essência e princípios de Reiki.

INTERAÇÃO DOS 5 PRINCÍPIOS DE REIKI EM DOENTES ONCOLÓGICOS

  • Diminuição da ansiedade
  • Fomento da aceitação da doença e do momento, o que faz com que a paz e a harmonia estejam presentes até que os doentes se despeçam por definitivo
  • Evita a utilização de medicamentos para as dores e reduz os enjoos
  • Dilui o medo da morte e da dor e os sorrisos conseguem  ser espelhados em rostos que por vezes perdem as feições.

FOMENTO DO REIKI NOS HOSPITAIS PORTUGUESES

Para Filomena Isidoro, as limitações no fomento do Reiki nos hospitais portugueses estão associadas a quem propõe o Reki  nos hospitais. Trata-se de uma questão de confiança e de assertividade inerentes ao que se propõe.

Se quem propõe já tem histórico de atividades realizadas, as barreiras à entrada são menores. No entanto, mesmo sem histórico de atuação neste âmbito, “aqui terá que ter um autoconhecimento sem complexos de superioridade, mas muito menos de inferioridade.
Acreditar no que defende… Reiki é andar para a frente. Quem é assertivo e quem acredita no Reiki e sabe o que é o Reiki consegue aquilo a que se propõe. É preciso cada um acreditar no seu próprio poder de persuasão e saber. Falar com as pessoas certas e falar ao coração é meio caminho andado para o sucesso”.

 

[box type=”info”]

CONTACTOS

Núcleo do Bonfim/Porto
Filomena Isidoro

Email: meninha.isidoro@hotmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/AFC.AcademicoFutebolClube?fref=ts

[/box]

 

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 987 times, 1 visits today)