medicamentos_rkp

Atenuar os efeitos secundários causados por medicação muito forte ou excessiva é uma das possíveis aplicações do Reiki. Mas como direcionar um tratamento para esse fim específico? Tratar o fígado pode ser uma das formas mais adequadas de o conseguir.

 

O fígado é uma glândula muito volumosa e pesada, responsável por uma série de funções bioquímicas indispensáveis à vida, nomeadamente a depuração e desintoxicação. Com efeito, uma das suas principais tarefas passa por decompor as substâncias tóxicas absorvidas pelo intestino ou produzidas em qualquer parte do organismo, as quais elimina depois como subprodutos inócuos, através da bílis e pelo sangue. É esta a razão principal por que o tratamento do fígado deve ser privilegiado quando o objetivo é promover o alívio dos efeitos secundários causados por excesso de fármacos ou terapias demasiado tóxicas, como é o caso da quimioterapia.

Nalguns aspetos, o fígado é mesmo o órgão mais complexo do corpo humano e está diretamente ligado a outros importantes órgãos, como o coração e o intestino, dos quais recebe sangue. Além disso, constitui local de armazenagem das vitaminas A, B, D e K.

figado

“Pequenos capilares da parede intestinal desembocam na veia porta, a qual penetra no fígado. A seguir, o sangue circula através de uma rede de pequenos canais internos, no interior do fígado, onde se processam os nutrientes digeridos e qualquer substância nociva. A artéria hepática leva o sangue desde o coração ao fígado e traz o oxigénio, o colesterol e outras substâncias que esta víscera processa. Finalmente, o sangue procedente do intestino e o que provém do coração misturam-se e circulam novamente de volta ao coração através da veia hepática.” in Manual Merck

 

Perspectiva holística

Também para a Medicina Tradicional Chinesa o fígado desempenha um papel muito importante, já que é ele que comanda o fluxo suave do Qi por todo o corpo. Acredita-se que o efeito do Qi do fígado faz subir a energia. Assim, qualquer desequilíbrio nas suas funções acaba por afectar outros órgãos, contribuindo para o surgimento de disfunções hepáticas, num ciclo de causa-efeito pernicioso.

Numa perspectiva holística, o fígado é considerado o centro do nosso metabolismo, responsável por coordenar o ritmo de atividade de outros órgãos. Ao promover a eliminação de toxinas e resíduos do organismo, entende-se que o fígado alastra a sua ação a todas as dimensões da pessoa, nomeadamente à sua parte física, mental, emocional e energética.

 

O efeito do Qi do fígado

Quando o fígado funciona de forma adequada, observa-se que o Qi flui corretamente. A circulação do Qi e do sangue processa-se em harmonia e as actividades dos órgãos Zang Fu e os tecidos estarão normais e pacificados.

Se a função do fígado apresenta deficiências na manutenção do fluxo do Qi, então, o Qi do fígado tenderá a ficar obstruído, dando origem à tristeza e depressão. Mas se a função do fígado estiver excessivamente forte, o Qi do fígado irá causar hiperactividade emocional, manifestada por irritabilidade, raiva e/ou insónia.

equilibrio

 

Como é que o Reiki pode ajudar?

Sabe-se que o Reiki contribui, acima de tudo, para o equilíbrio, isto é, para a homeostase do organismo. Assim, é de esperar que também favoreça a regulação da função hepática, ajudando a harmonizar o fluxo do Qi do fígado.

Por outro lado, o Reiki também poderá concorrer para a limpeza e desintoxicação do organismo da pessoa que o recebe, se essa for a sua necessidade mais premente. Isto porque o Reiki atua de forma sábia e, por princípio, flui no sentido do Bem Maior do receptor. Todavia, no caso de a pessoa estar sujeita a medicação pesada, é possível ajudar a potenciar o efeito de depuração promovido pelo Reiki.

Reiki na limpeza e desintoxicação do organismo
Artigo publicado em: BeYou Reiki

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 3.382 times, 1 visits today)