felicidade3

O objetivo de todos nós é, no limite, sermos felizes. E atingir essa meta depende, em grande parte, de nós mesmos e não dos que nos rodeiam ou do país em que vivemos. Aqui está uma lista de 15 coisas que, se conseguirmos abandonar, nos ajudarão a caminhar na direção do sorriso. E, para os praticantes de Reiki, ficam algumas dicas de como empreender estas mudanças positivas, predispondo-nos a ser mais felizes.

 

Tendemos a culpar os outros (e a situação económica, os políticos, os vizinhos, os pais e o mundo inteiro) da nossa infelicidade. Mas a verdade é que há coisas (muitas) que dependem exclusivamente de nós, da nossa ação e da nossa predisposição para mudarmos alguns aspetos que nos podem ajudar a viver mais satisfeitos.

Esta é uma lista publicada recentemente no World Observer Online com 15 padrões de comportamento que, ao serem abandonados, nos libertam para uma vida mais feliz. É verdade que, à primeira vista, pode parecer impossível de pôr em prática de um momento para o outro. O melhor será mesmo lê-la, estudá-la com atenção e tentar manter os vários tópicos sempre presentes (podem até imprimir a lista e andar sempre com ela). Mudanças repentinas nem sempre se conseguem e, em regra, não são muito consistentes. Só o facto de se pensar nos tópicos aqui sugeridos e, pelo menos, tentar aplicá-los no dia a dia já trará mudanças muito boas. E felizes.

 

Integrar o Reiki

Os praticantes de Reiki têm à sua disposição uma importante ferramenta para melhor integrar estes 15 aspetos na sua vida diária. Aqui ficam algumas sugestões:

1)      Ao meditarem nos Cinco Princípios de Reiki, tentem perceber de que forma é que os aspetos mencionados na lista estão presentes nas vossas vidas, como é que afetam o vosso dia a dia e a vossa energia para ser, estar e concretizar. Em cada um dos tópicos incluí o Princípio do Reiki que mais se relaciona com o tema que deve ser trabalhado;

2)      Durante a meditação Gassho, averiguem de que forma é que praticam alguns destes padrões de comportamento nocivo e, ao perceberem que também os reproduzem nas vossas vidas, peçam ao Reiki para vos ajudar a abandoná-los e a substituí-los por outros, positivos;

3)      Tentem perceber, durante o vosso auto-tratamento, de que maneira é que cada um destes 15 temas gera bloqueios no vosso corpo energético e removam-nos com a ajuda do Reiki;

4)      O abandono destes padrões de comportamento e/ou de pensamento pode também ser potenciado com a ajuda da Nentatsu-Ho, técnica ensinada no nível I;

5)      Caso tenham o nível II de Reiki podem ainda enviar energia vital universal para vos ajudar a integrar estas mudanças, contribuindo para uma elevação do vosso Ser.

 

15 coisas a abandonar para ser mais feliz

 

1 – Necessidade de ter sempre razão

Querer ter razão a qualquer preço, em todas as situações, é um comportamento comum a alguns de nós e que chega a pôr em causa relações antigas e valiosas. Já para não referir as tensões diárias que provoca a quem se envolve neste concurso do “quem está certo”. Mas valerá mesmo a pena ter sempre razão? O que é que se ganha – realmente – com este comportamento?

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou bondoso.

 

2 – Necessidade de controlar tudo

A necessidade de controlar tudo e todos à nossa volta faz-nos mergulhar facilmente numa espiral de insatisfação e ansiedade permanentes. Porque é impossível que tudo na nossa vida corra como idealizámos ou programámos. Aqui, o desafio passa por deixarmos que os outros sejam simplesmente o que são. E tudo fluirá muito melhor, sem tensões nem bloqueios.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

3 – Culpar

Culpar os outros pelo que se tem, ou não; pelo que se é ou não; pelo que se sente, ou não, impede-nos de olhar para nós mesmos e perceber o contributo que damos para que a nossa vida seja realmente aquilo que gostaríamos que fosse. Importa, pois, deixar de atirar as culpas para cima de outrem e responsabilizarmo-nos mais pela nossa vida.

Princípio do Reiki: Só por hoje, trabalho honestamente

 

4 – Conversas auto depreciativas

Muitas pessoas passam o tempo a magoar-se a si próprias apenas porque alimentam conversas negativas a seu respeito, poluídas por palavras e emoções tóxicas. Não acreditem em tudo o que a vossa mente vos diz, especialmente se for negativo sobre vocês.

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou bondoso.

 

5 – Crenças limitadoras

Para conseguirmos fazer algo na vida temos primeiro de nos libertar de conceitos sobre o que podemos ou não fazer; sobre o que é ou não possível. Só depois de pôr tudo isso de parte conseguimos abrir asas e voar.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

6 – Queixas

Há pessoas que passam a vida a queixar-se de tudo e de todos. Esquecem-se que ninguém nem nenhuma situação os podem fazer infelizes a não ser que eles próprios permitam. Não é a situação que desencadeia os sentimentos de infelicidade, mas antes a forma que se escolhe de olhar para ela. Acima de tudo, não devemos subestimar o poder do pensamento positivo.

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou bondoso/ Só por hoje, sou calmo/ Só por hoje, sou grato.

 

7 – Criticar

Criticar pessoas, coisas ou situações não leva a lado nenhum. Todos somos diferentes, ainda que sejamos partes de um todo que nos une e nos torna iguais. Todos queremos e procuramos o mesmo: ser felizes. Mas cada um busca essa felicidade de formas diferentes, de acordo com o seu sentir e postura face à vida. A crítica, quando não é feita com sentido construtivo, só nos enreda numa teia de energia negativa, impedindo o crescimento e a felicidade.

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou bondoso.

 

8 – Necessidade de impressionar os outros

É necessário que deixemos de nos esforçar tanto para sermos algo que não somos, apenas com o intuito de fazer com que os outros gostem de nós. Porque no momento em que deixarmos de o fazer e assumirmos o nosso real “eu” surgirão muitas pessoas que  gostarão de nós exatamente como somos,  sem máscaras nem esforços.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

9 – Resistência à mudança

Aceitar que a mudança é boa e traz benefícios não só a nós próprios como a quem nos rodeia é meio caminho andado para a felicidade. Porque deixamos de criar resistências à mudança (que está sempre a acontecer) e aceitamos a bênção da vida tal como esta nos é dada a viver.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

10 – Rotular

A mente apenas trabalha de forma adequada quando está aberta. Para isso, é importante deixar de rotular as pessoas ou situações que não compreendemos como sendo “esquisitas” ou “diferentes”.

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou bondoso.

 

11 – Medos

O medo não existe, é apenas uma ilusão criada pela mente para nos impedir de embarcar  em situações que nos possam conduzir à mudança. Porque a mente, em regra, prefere a rotina, o conhecido, o dado adquirido, o conforto, mais do que o risco da incerteza.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

12 – Desculpas

Muitas vezes limitamo-nos nas nossas ações apoiando-nos em múltiplas desculpas. Em vez de crescermos melhorando-nos a nós e às nossas vidas, acabamos presos, a mentir a nós mesmos, usando todo o tipo de desculpas para não fazermos aquilo que sabemos que é para fazer.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

13 – Passado

Pode ser bem difícil, especialmente quando o passado nos parece muito melhor que o presente e o futuro surge com um ar assustador. Mas precisamos de ter em consideração que o momento presente é tudo o que temos, é tudo o que sempre teremos. O passado que hoje recordamos com nostalgia foi em tempos ignorado por nós quando era presente. Portanto, está na hora de nos agarrarmos ao momento que nos é dado viver e… vivê-lo . Para tal, cabe-nos estar presentes em tudo o que fazemos, desfrutando da vida.

Princípio do Reiki: Só por hoje (trabalhar aqui apenas o “só por hoje”)

 

14 – Apego

Este é um conceito difícil de atingir, mas não é impossível. À medida que o vamos trabalhando, paulatinamente, mais fácil se torna. Desapegar não implica desistir das coisas ou das pessoas de que gostamos. É apenas não depender delas para sermos felizes. É perceber que o ego nos faz ficar presos a pessoas ou situações que nos dão um retorno que nos faz bem, mas esse retorno é, em regra, uma ilusão. Porque não vem do nosso Eu interior.

Princípio do Reiki: Só por hoje, sou grato.

 

15 – Viver a vida de acordo com as expectativas dos outros

Ouvir a nossa voz interior e viver de acordo com ela – em vez de cumprir apenas aquilo que é suposto que façamos – é meio caminho andado para a felicidade. Não nos podemos esquecer que os outros, muitas vezes, depositam em nós aquilo que  eles próprios não foram capazes de viver, provavelmente por que não terem ouvido a sua própria voz interior. Mas esta é a nossa vida. E como tal deve ser vivida, de acordo com as nossas próprias expectativas.

Princípio do Reiki: Só por hoje, confio.

 

Artigo publicado em BeYou Reiki

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 4.531 times, 1 visits today)