Testemunho da voluntária e “braço direito” do núcleo de Almada, Maria José Carvalho

maria jose

Eu entrei no Reiki, pela mão de um amigo. Um dia disse-me que me havia de levar a uma amiga que tinha feito um curso com ele e de quem gostava muito.

Essa nossa grande amiga, que o é para mim já há cerca de oito anos, é a Coordenadora de Almada, Olinda Ângelo.

Como atrás disse, eu nem sequer sabia da existência desta filosofia de vida, pois é assim que eu considero o reiki para mim…

Fiz o 1º e 2º nível, passado pouco tempo (cerca de um mês) porque achei que seria necessário nessa altura da minha vida… Passados cerca de dois meses completei-o com o 3º nível de Mestrado e para mim foi a paz que eu necessitava…

Desde essa altura até aos dias de hoje, muita coisa já fiz, continuando a minha caminhada de aprendizado de reiki e continuação de estudos, pois considero tudo muito válido, para uma melhoria de vida e que nunca devemos parar, porque quanto mais sabemos, parece que nada chega, andamos sempre em busca de mais qualquer coisa…

Eu considero o Reiki a minha filosofia de vida, como já o disse anteriormente…Também já fiz o Curso de Terapeutas com a Associação Portuguesa de Reiki.

Tenho todos estes complementos para poder trabalhar nesta área, mas aquilo que este trabalho tem servido para mim, é para me fazer crescer como pessoa espiritual e saber compreender tudo aquilo porque nós andamos neste planeta de escola de vida…

É difícil perceber por que andamos por aqui, mas não é por acaso, não…

Tenho tido experiencias maravilhosas que não cabem tanto aqui explicá-las, pela sensação, dedicação ao próximo e entreajuda que nós damos seja a quem for e muitas vezes sem as pessoas se aperceberem que nós por aqui andamos…

Também tenho acompanhado a minha amiga Olinda, de quem tenho sido parceira em muitos trabalhos de reiki que ela organiza e amo muito este trabalho.

Neste momento, temos feito também um trabalho extraordinário de Reiki aos Animais…já se tratou de cavalos, cães, gatos, sei lá…

Os animais, então, são super sensíveis à energia e sentem-na à distância, pondo-se mesmo a jeito de nós os ajudarmos e nos lugares do corpo onde mais necessitam…não precisam de falar, a sua linguagem corporal é bem suficiente…

O Reiki para mim tem servido para eu conseguir levar tudo da vida, com muito mais aceitação, mais calma, conseguindo entender o outro com mais facilidade, porque não podemos pedir que os outros pensem como nós, mas sim aceitá-los e tentar compreender porque as coisas acontecem …

Nesta caminhada devemos primeiro olhar por nós, entendermo-nos e saber como lidar connosco próprios, porque a vida não é fácil, nem está fácil neste momento lidar com o dia-a-dia e até com as outras pessoas…

Também mudamos a nossa consciência de vida e ela leva-nos a verificar tudo com muito mais pormenor e descoberta de certas coisas e atitudes, que normalmente não as teríamos se não tivéssemos este conhecimento…

Há pequenos pormenores que, de tão pequenos, nem nos apercebemos o quão importantes eles são para nós como mensagem, de como a energia e o universo que nos rodeia nos mostram a retribuição ao contributo do nosso trabalho energético…

É também com essas pequenas mensagens quotidianas que me sinto cada vez mais contente e entusiasmada por ter entrado nesta área tão completa…

Bem hajam todos aqueles que por este caminho enveredaram e meus amigos, a pureza de coração, a amizade, a alegria e amor incondicional verdadeiro neste trabalho, são insuperáveis…

 

Maria José Carvalho

(Montijo, 29/05/2014)

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 1.043 times, 1 visits today)