Monday, October 26, 2020

person-receiving-reikitêm sempre um momento em que querem fazer Reiki a alguém mas não têm um espaço próprio para o fazer. Por espaço próprio entendemos um gabinete com marquesa e todas as condições necessárias ao atendimento profissional de um cliente ou utente. Para quem ainda está no início e quer fazer aos seus amigos e conhecidos, sim, pode experimentar em casa ou na casa deles.

Como adaptar um espaço à prática de Reiki

Vamos imaginar que realizamos uma sessão de Reiki na nossa casa. Ficam algumas dicas:

  • Arejem bem todo o espaço que irão usar;
  • Com boa antecedência, usem um incenso ou uma essência, isto porque a pessoa pode ser alérgica ou não gostar do cheiro. No caso do incenso usem um que reconhecidamente seja bom, como o Nag Champa ou os naturais do Tibete, Nepal, etc…
  • Se forem usar o sofá, afastem tudo o resto de perto dele;
  • Experimentem as posições sem a pessoa lá estar. Será confortável?
  • Coloquem almofadas no chão para não se magoarem ou banquinhos;
  • Tentem várias posições, se o sofá tiver braços, onde a pessoa colocará a cabeça? De que forma poderão tratar a cabeça?
  • Meditem um pouco na sala, imaginem que o Reiki sai das vossas mãos e preenche todo o espaço, ficando pleno de serenidade;
  • Escolham uma música suave e em tom baixo, perguntem à pessoa se gosta dela;
  • Façam banho seco, enraizamento e autotratamento, como estão? Preparados?
  • Expliquem sempre onde irão colocar as mãos e se pode ser;
  • Procurem saber o motivo de querer Reiki e o objectivo a alcançar com a sessão;
  • No final da sessão acordem gentilmente a pessoa e digam para ela repousar um pouco deitada;
  • Atingiram o objectivo da sessão?
  • Ofereçam água ou chá;
  • No final, limpem a sala arejando, com incenso e meditando com Reiki.

Adaptabilidade – Ser como o bambu

A capacidade de adaptação deve ser grande. Vejamos os casos de terapia Reiki ao domicílio, a pessoas acamadas ou de pouca mobilidade, ou o voluntariado em instituições onde não existem marquesas e sala próprias. A base do Reiki é o amor incondicional, a doação, e essa é possível em qualquer lado. Assim, precisamos ser flexíveis como o bambu, isso ajudará a um crescimento mais sustentado e a termos uma postura bem diferente quando nos encontrarmos no nosso próprio consultório. A humildade e a sabedoria aliadas, tornam-se grandes companheiras do praticante de Reiki.

Com muita prática irão perceber se realmente ser terapeuta de Reiki é para vocês. Reiki é doação, é fácil é bonito mas, a profissão de terapeuta é extremamente exigente.

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 5.743 times, 1 visits today)