almada

Nas 5 Formações de Voluntariado que o Núcleo de Reiki de Almada deu, formou uma turma, onde alguns elementos fazem parte mais ativa do Voluntariado deste Núcleo, e, baseando-me nessa atividade, pedi aos Voluntários testemunhos sobre o voluntariado que durante um ano fizerem, para partilharmos hoje com a APR, e, assim, seguem alguns testemunhos sobre deles sobre a formação e o seu percurso:

 

MARISA BRITO -1ª Formação

Sou Reikiana desde Maio 2014, e devo dizer que apesar de curta é uma experiencia muito positiva, de tal forma, que decidi partilhá-la, sendo voluntária na APR.

Assim, durante a tarde, coordenada pela mestre Olinda Ângelo, decorreu a formação “Voluntariado – Terapeutas de Reiki”, para os interessados, e, devo dizer, que cada formação é especial, rica em partilha de conhecimento e experiências, em suma, uma lição de vida!

Cada hora, cada minuto compensam e faz-nos querer sempre mais!

Só por hoje sou calma, confio, sou grata, trabalho honestamente e sou bondosa.

Obrigada Olinda

 

ARMANDO LEAL – 1ª Formação

 

Ser voluntário é dar Amor, é dar-se a si próprio sem nada esperar. Mas na dádiva desinteressada, há que respeitar os interesses do recebedor. Na dádiva desinteressada, há que respeitar os interesses das instituições: da instituição que dá os voluntários, e da instituição que dá os recebedores da dádiva. E no ponto de encontro destes dois mundos, o voluntário é apenas o voluntário, aquele que se predispõe a ser o dador de Amor, sem nada receber, mas recebendo em troca uma lista de regras e protocolos. E por vezes, no meio das regras e protocolos apertados, por vezes, surge um abraço apertado, de como quem diz: Obrigado! E só por hoje valeu a pena; só por hoje Sou Grato! O abraço, o olhar sentido de quem sabe que os gestos de Amor do voluntário são desinteressados, e por isso mais amorosos; esse olhar que diz tudo sem dizer nada, fazem valer a pena todos os desafios, todos os obstáculos ultrapassados, todos os “chega para lá” recebidos até então. E se numa formação falamos de posições, de condições, de saber e conhecer; é porque lá, no terreno, onde o Amor se quer sobrepor à vontade, temos de saber apertar o coração, pois o protocolo é rígido e o que Parece se sobrepõe ao que É.

 

FERNANDA GUERREIRO – 1ª Formação

 

Na formação de voluntários acho que não faltou nada. No fundo todos nós já praticamos não só em nós mas em outras pessoas. Falo por mim claro.

No caso dos doentes oncológicos foi muito útil pois essa é uma área que não conheço. O tempo de formação foi q.b.

Sobre a formação fomos um grupo único pois somos todos diferentes. Lembrei-me daqueles círculos de luz, da fraternidade branca em que nos reencontramos no astral para partilhar e aprender seres cuja origem estelar é tão diferente… mas pertencemos à mesma família, embora diferentes … essa foi a minha opinião.

 

MARIA CELINA – 1ª Formação

 

Aprendemos algumas técnicas (desconhecia algumas), o propósito da formação em voluntariado na APR é seguirmos as regras… Fazermos voluntariado sem esperar algo em troca… e a isso se chama amor incondicional. Seguir as regras do voluntariado e da postura enquanto mestre reiki, aprendi que o silencio aqui tem muita importância, eu sou muito sensível e pelas histórias que contaste da tua experiencia de partilha como voluntária (sensibilizaram-me imenso) pensei: se fosse comigo estaria num pranto sempre a chorar pois sou muito sensível. Será que tenho “estomago” suficiente para lidar com certas situações, pensei nisso também, é uma grande responsabilidade, muito grande mesmo…

Eu só poderei dar o meu amor, mas o que me vai custar muito é ter que “segurar” as minhas emoções, bolas… Sou uma chorona, muita energia feminina.

 

RAQUEL BASTOS – 1ª Formação

 

Sobre a formação de voluntariado em Reiki, esta foi de extrema mais-valia para mim, pois desde que fiz o meu 1º nível que ambiciono fazer caminho no serviço ao próximo, remuneradamente ou não. O Reiki para mim não serve só para crescimento pessoal… É uma forma de acolhermos e socorrermos o próximo, no aqui e agora, com esta “ferramenta” maravilhosa que é o Reiki! Reiki é “coração na palma das mãos”! Estou profundamente grata à Olinda Ângelo por esta iniciativa, e à APR pelo seu EXCELENTE TRABALHO de glorificação do Reiki nestes 6 anos de existência! Bem hajam!

 

ANA BRITO – 2ª Formação

Iniciei a minha caminhada no Reiki há quase um ano e posso dizer que mudou a minha vida. Tornou-me numa pessoa mais calma, fez-me dar valor às pequenas coisas, que por vezes são as mais importantes e sobretudo fez crescer em mim uma grande vontade de dar algo aos outros, que não tem preço, amor, carinho, apoio, compreensão… Sempre tive curiosidade em experimentar a sensação de recompensa de fazer voluntariado, de dar recebendo um sorriso, um agradecimento no olhar, de ajudar quem mais precisa e heis que me deparei com a formação de voluntariado de Reiki organizada pela coordenadora Olinda do núcleo de Almada. Como por motivos pessoais e profissionais nestes últimos meses acabei por me afastar um pouco do reiki, esta formação veio colocar-me de novo no caminho do Amor, em que espero dar tudo o que tenho de melhor. Foi uma formação bastante esclarecedora relativamente aos conceitos e regras que temos que ter em conta quando estamos a fazer voluntariado, da qual espero ter o máximo de proveito.

Vídeo do grupo

Sou GRATA por tudo o que o Universo coloca no meu caminho!!!

Olinda Ângelo

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 508 times, 1 visits today)