Fátima Cunha Velho é empresária, praticante de Reiki desde 2011 e ao longo dos seus 46 anos, sempre teve um grande amor pelos animais e pela Natureza. Quando era criança tinha sempre vontade de levar para casa os cães abandonados que encontrava e já em adulta foi adotando alguns gatinhos e cães que se cruzavam com ela. Esta foi uma enorme experiência de vida. Falamos com a Fátima sobre o projecto de Voluntariado Reiki para Animais na APCA.

This slideshow requires JavaScript.

O que te levou a fazer voluntariado Reiki, específico para animais?

Quando percebi que o Reiki podia ser aplicado em animais, e já conhecendo a APCA, através dos Passeios Solidários, senti que poderia ajudar os cães a terem uma vida melhor, dentro do abrigo.

Os animais do canil, são animais sujeitos a algum stress, devido ao que viveram antes da sua entrada, à necessidade de os juntarem nas boxes e à permanência nos seus espaços, que têm alguma dimensão, mas como estão continuamente  entrar  animais, esse espaço torna-se reduzido.

O que observas nos animais quando lhes fazes Reiki?

Fazer Reiki a um animal, é uma troca fantástica! Eu dou-lhe Reiki e ele renova-me a energia, fico muito feliz.

Há diversos tipos de reações, uns começam em pé, de seguida sentam-se e acabam deitados, no chão, outros bocejam, outros suspiram e outros ainda, lambem-me as mãos. Há também aqueles que se viram de modo a que lhes coloque as mãos num local onde sentem que precisam, por exemplo, nas ancas ou nos olhos

Embora não falem comigo, percebo perfeitamente quando estão a absorver a energia, é um momento muito emocionante, para mim.

Eles é que decidem quanto tempo querem receber Reiki, são eles que controlam a sessão, por isso é uma grande lição de humildade.

Eles sentem mesmo quando estás a alguma distância?

Sentem sim, pois quando estou a dar Reiki a um cão, rapidamente me vejo rodeada de mais 3 ou 4 que se deitam perto de mim e muitas vezes fecham os olhos e suspiram, pelo que acredito que mesmo nessa altura, estão a receber a Energia.

Fátima Cunha Velho, voluntária de Reiki para Animais
Fátima Cunha Velho, voluntária de Reiki para Animais

Gostas de tratar algum animal em particular?

A minha experiência até agora tem sido apenas com cães, gatos e os peixes que tenho no lago, no entanto, os cães e os gatos seniores têm uma recetividade muito grande, rendendo-se completamente à sessão.

O que têm em comum com as pessoas?

Em comum com as pessoas, têm o relaxamento característico da Terapia.

E o que têm de diferente?

A diferença entre os animais e as pessoas, na minha opinião, é a comunicação corporal, as turras, as lambidelas e especialmente o olhar de verdadeiro agradecimento.

Patricia Branco, voluntária de Reiki para Animais
Patricia Branco, voluntária de Reiki para Animais

O que gostarias de ver mais no Reiki para animais?

Gostaria de ver o Reiki para Animais em Clínicas Veterinárias, como complemento às terapêuticas. Tenho a certeza que seria uma mais valia, não só para os animais internados, como também para a própria equipa profissional.

O meu sonho é ver Voluntários de Reiki Animal em todos os abrigos do País. Seria uma grande ajuda para as Associações que recolhem Animais, como a APCA, que fazem um trabalho fantástico com os poucos recursos que têm, debatendo-se diariamente com muitas dificuldades, não só monetárias, mas também de recursos humanos.

Algumas pessoas têm receio de entrar no Canil, mas não é preciso entrar para ser Voluntário. Levar um cão a passear é uma ação maravilhosa.

Perto da APCA, que se localiza, em S.Pedro de Sintra, existem lindas paisagens verdejantes , que permitem a quem passeia o cão o contacto com a Natureza, permitindo o recarregar de baterias, que só se percebe quando se experimenta.  É um potente anti-stress !

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 940 times, 1 visits today)