Desde 2002 que Kathleen Prasad se dedica ao Reiki para Animais e com a sua longa experiência, criou também um código de ética, com princípios orientadores, para os terapeutas de Reiki para Animais. Agradecemos a partilha e tradução deste Código de Ética, que foi realizado pela Coordenadora de Reiki para Animais em Lisboa, a Carla Brito. Podem ler aqui o código em versão PDF…

Código de Ética para Praticantes de Reiki para Animais

Princípios orientadores:

-Acredito que os animais são parceiros no processo de cura.
-Eu respeito os animais como seres e não apenas como meus clientes, e também enquanto meus professores na jornada da cura.
-Compreendo que todos os animais têm aspetos fisicos, mentais, emocionais e espirituais, aos quais o reiki pode trazer a cura profunda.
-Acredito que trazer cura à relação homem/animal produz alteração da consciencia acerca do reino animal.
-Dedico-me às virtudes da humildade, compaixão e gratidão na minha prática de reiki.

Ao realizar o auto-tratamento, interiorizo as seguintes práticas:

-Incorporo os 5 principios do reiki no meu dia-a-dia e na prática do reiki.
-Comprometo-me a praticar diariamente a auto-cura e o desenvolvimento espiritual para ser um canal de cura forte e limpo.
-Nutro a crença da natureza sagrada de todos os seres e nos valores e profundidade do reino animal, enquanto nossos companheiros neste planeta.
-Oiço a sabedoria do meu coração, relembrando que todos somos um.

Na prática do Reiki proponho-me aos seguintes objetivos:

-Tenho presente na minha vida e para com os animais, os valores do companheirismo, compaixão, humildade, gentileza e gratidão.
-Trabalho para criar alianças profissionais e relações corporativas com outros praticantes de reiki e professores, profissionais da saúde animal e associações de bem-estar animal.
-Empenho-me em educar e divulgar os beneficios do reiki nos animais.
-Comprometo-me a manter e desenvolver continuamente as minhas competências profissionais por forma a manter a integridade desta terapia.
-Considero-me um aliado dos profissionais de saúde animal, e trabalho em complemento para apoiar os seus esforços de alcançar o bem-estar e equilíbrio do animal. E, respeito as outras disciplinas e os seus praticantes.

Ao trabalhar com o cuidador/ tutor do animal, eu irei:

-Explicar o que é o Reiki e a sua filosofia de cura, como se processa um tratamento e as possíveis respostas do corpo, incluindo a crise de cura.
-Clarificar o tutor/ cuidador do animal sobre os honorários, duração do tratamento e condições de cancelamento, caso o animal não aceite o tratamento nesse dia.
-Abster-me de fazer diagnósticos e reencaminhar para o veterinário sempre que exista essa necessidade.
-Respeitar a privacidade do animal e dos seus companheiros humanos.
-Partilhar com cautela a intuição recebida durante os tratamentos de reiki, com compaixão e humildade, com o objetivo de facilitar o processo de cura.
-Respeitar o direito que o tutor/ cuidador tem de decidir o caminho de cura do seu animal, seja ele o método holístico ou o convencional.

Ao trabalhar com os animais, eu seguirei as seguintes orientações:

-Trabalho em parceria com o animal.
-Peço sempre permissão ao animal antes de iniciar o tratamento e aceito a sua decisão de aceitar ou recusar o tratamento. Oiço intuitivamente e observo a linguagem corporal do animal para compreender a sua resposta.
-Dou a escolher ao animal a forma como ele quer receber o tratamento, isto é, através da imposição de mãos, a curta distância ou à distância, ou a sua combinação.
-Coloco de parte as minhas expetativas de como o tratamento deve acontecer e como o animal se deve comportar, confiando no reiki.
-Aceito os resultados do tratamento sem julgamentos e com gratidão, independentemente da abertura e da participação do animal no processo.

Traduzido por Carla Brito
com autorização da autora KathleenPrasad

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 676 times, 1 visits today)