Conforme me colocam o desafio, alinho logo, pois a mensagem tem e deve ser passada em prol do Amor universal, ou seja Reiki Universal…
Tal como tantas vezes já o disse o Reiki é, para mim, em primeiro lugar, Amor, é dar sem esperar, é partilhar, sejam partilhas de Reiki, sejam partilhas de conhecimentos que vamos adquirindo até com a nossa própria experiência de vida, porque quando se fala em Vida, fala-se num conjunto de fatores onde, para mim, entra partilhar, dar sem esperar nada em troca, falo em respeitar a mim e o todo, falo em deixar cair por terra preconceitos e inseguranças que durante anos os Seres Humanos são formatados para que neles acreditem…
O Reiki é para mim tanto mais quantas palavras eu possa empregar.
Partilho convosco um voluntariado que eu, Ana Patrícia Mendes, junto com um dos voluntários que me apoiam e ajudam, Carlos Pinto, estamos a levar a crianças que vivem histórias de vida marcadas pela sua retirada da família base, ou seja, que vivem num centro de acolhimento, o qual não vou revelar o nome, pois não me é permitido…
São 4 jovens com 11, 12 e 15 anos, com sonhos de vida roubados momentaneamente, mas com a revolta do que lhes aconteceu e os porquês de ter acontecido com eles. Entre gritos, pesadelos, noites mal dormidas e medicamentos para os ajudar a controlar uma raiva que mora lá dentro, começaram a fazer Reiki connosco no dia 13 do mês de Julho. Posso dizer que a Raiva caiu logo ali, na 1ª sessão, posso dizer que os sonhos esquecidos criaram novas cores e o que no dia anterior era o caos e este virou Felicidade. Utilizando palavras deles no inicio da 2ª sessão de reiki, onde se trabalha primeiramente a filosofia de vida e depois a terapia em si:
– Sinto-me mais Feliz…
– Durmo muito melhor…
– Nunca mais tive pesadelos…
– Não tenho discutido com nenhum colega…
– …
Entre outra frases que foram dizendo e que nos encheu o coração, pois aqueles 4 jovens chegaram a nós por serem os mais “complicados” casos desse centro de acolhimento, e que após uma 1ª sessão onde lhe introduzimos motivação, confiança e que dismistificámos o facto de estarem ali naquele sítio como fazendo parte da aprendizagem deles, mas também de cada uma das famílias deles… contornando a cor obscurecida e dando-lhe Luz…
Luz que levamos a eles e trazemos deles durante esta manhã em que tudo é falado e percebido… pela positiva… porque ninguém nasce ensinado… é preciso partilhar.
Não resisti a vos oferecer este testemunho marcante, de jovens que ali estão uns há 2, outros já há 5 anos…
O Reiki para mim e para o Carlos Pinto é isto… não é mostrar nada é fazer e partilhar.
Sou muito grata a vocês porque me mostraram este caminho no Reiki e com o Reiki, em prol do Amor que ele representa.
Ana Patrícia Mendes

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 192 times, 1 visits today)