No dia 9 de março teve início o projeto ReikInclui – Reiki para Pessoas com Necessidades Especiais e seus Cuidadores. Trata-se de uma iniciativa desenvolvida em verdadeiro espírito de equipa entre o Núcleo do Fundão da Associação Portuguesa de Reiki e o Núcleo da Pais-em-Rede do Fundão, e tem como objetivo contribuir para o bem-estar das famílias com pessoas com incapacidades. Agitação acentuada, reações intensas, problemas cognitivos, dificuldades de comunicação e de mobilidade podem ser algumas das manifestações associadas. As sessões de Reiki pretendem promover a tranquilidade e estimular as pessoas com necessidades especiais e contribuir para o bem-estar dos seus cuidadores.

Objetivos do projeto:

  • Através da aplicação de Reiki, potenciar o relaxamento, desenvolver estímulos nas crianças com incapacidades e limitações e devolver alguma tranquilidade aos seus cuidadores;
  • Ser uma boa prática na área do Reiki e da Inclusão;
  • Realizar uma sessão de esclarecimento sobre o projeto, sobre a aplicação do Reiki e a APR para os pais envolvidos e comunidade em geral;
  • Proceder à realização de sessões individuais de Reiki aos participantes no projeto;
  • Analisar e avaliar os resultados da aplicação do Reiki.

ReikInclui tem como destinatários 6 crianças identificadas com necessidades especiais e seus cuidadores, num total de 12 pessoas que beneficiam da Terapia Complementar Reiki. As sessões são implementadas nas instalações da Pais-em-Rede do Fundão, na sala de estimulação sensorial, com a colaboração do projeto Matriz E6G e sua coordenadora e equipa responsável da Fab Lab Aldeias do Xisto, agradecendo o apoio a este Projeto.

Os participantes no projeto foram identificados pelo responsável pelo Núcleo da Pais-em-Rede do Fundão, Fernando Oliveira, tendo-se assegurado a participação de cuidadores que precisam de um apoio extra e de crianças com necessidades especiais que irão beneficiar desta terapia.

Trata-se de meninos e meninas com limitações cognitivas e de mobilidade e os seus cuidadores estão também sujeitos a grande desgaste físico, emocional e mental e o reforço da sua Energia Vital é importante, tal como uma melhoria no seu estado anímico. Este reforço reflete-se também na criança, pelo incremento de bem-estar geral à sua volta.

Será feito registo de todas as alterações verificadas no comportamento da criança e na qualidade de vida dos cuidadores, com parâmetros de avaliação previamente definidos.
O projeto só é possível graças ao apoio incondicional dos voluntários Fernanda Amoreira, Helena Bento, Helena Reis, Joana Ribeiro e Pedro Belo, que estão muito motivados com esta iniciativa. Será uma aprendizagem prática de grande valia e doação.

Antes do início do projeto, os voluntários fizeram a formação de voluntariado em Reiki para Pessoas com Necessidades Especiais e realizou-se uma sessão de apresentação do projeto e esclarecimento sobre a Terapia Complementar Reiki nas instalações do Núcleo da Pais-em-Rede, que foi aberta à comunidade com a presença de familiares das crianças que vão ser acompanhadas.

A Pais-em-Rede, fundada em 2008, adquiriu o estatuto de IPSS no ano de 2010 e foi oficialmente considerada uma ONGPD – Organização Não Governamental das Pessoas com Deficiência desde 2014, e tem como missão congregar famílias das pessoas com todo o tipo de incapacidades, mobilizando toda a sociedade para a causa comum da sua inclusão.

         

 

 

 

                                                                            

 

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 192 times, 1 visits today)