Partilhamos convosco alguns testemunhos dos voluntários do Núcleo de Reiki de Braga.

Na minha opinião o voluntariado é muito importante para quem procura ajuda e sem possibilidades financeiras para usufruir de ajuda que tanto necessita, assim como a doação também é importante quando é de coração. Sou imensamente grata por poder ajudar aqueles que necessitam de ajuda, é muito gratificante, pois ao doar sinto-me de coração cheio, sem palavras para explicar  o sentimento que sinto. Como voluntária tem sido uma experiência muito positiva, pois é muito gratificante ver a evolução das pessoas que procuram ajuda, que chegam sem sorriso muito abatidas e depois começam a sorrir e a ver a vida com outra perspectiva, com mais amor próprio. Com a prática do voluntariado fui crescendo e evoluindo, aprendendo com a vivência das experiências pelas quais passei, trazendo mais paz e serenidade para a minha vida.
Concluindo poderia contar muitas histórias que me ajudaram no meu crescimento e evolução, mas seria um texto muito extenso quando posso resumir em poucos palavras, que são Paz e Amor. Doar enche-me o coração, sempre que doo sinto-me de coração imensamente cheio.

Rosa Ferreira

O voluntariado é, para mim, uma forma de retribuir ao Universo os dons recebidos.
Como voluntária de Reiki, eu consigo vibrar na energia universal, treinando técnicas e procedimentos, tanto a nível terapêutico como interpessoal.
Mas, acima de tudo, o voluntariado cria em mim uma imensa alegria.

Rosa Rei

Em 2013 surgiu o projeto de Reiki na delegação de Braga da Liga Portuguesa Contra o Cancro na sequência da vontade de disponibilizar às pessoas que estão em sofrimento esta terapia e, volvidos estes seis anos de dedicação e empenho, a palavra que espontaneamente surge à mente é gratidão. Gratidão pelo voto de confiança, pelo conhecimento, pela aprendizagem, pela partilha e pelo enorme carinho. É extremamente gratificante poder fazer a diferença na vida dos outros pro bono e receber tanto em troca, os abraços, a alegria nos seus olhares, a esperança nos rostos de quem desaprendeu a sorrir e ficar de coração cheio, embora por vezes, contendo as lágrimas por empatia pela sua dor. O que esta experiência trouxe à minha vida? Maior consciência e aceitação do outro, mas sobretudo a experiência de um amor maior.

Bem hajam a todos os que acreditam no Reiki como uma mais valia para superarem a doença e a todos os que confiam em nós!

Sofia Vilas Boas

Ao longo da minha caminhada tornar-me reikiana foi o maior reconhecimento pessoal! Falar de amor parece uma emoção inata, contudo é um sentimento que se constrói ao longo de um processo de vida, com a aplicação dos cinco princípios do reiki Agora sei, o que é o amor incondicional… e o que é partilhar-lo com os outros! Vivemos num mundo onde falar de direitos humanos, relações e emoções é fácil e banal, mas só com o reiki eu atingi a minha hemóstase e deixei de sentir um vazio emocional.

Falando um pouco do meu trabalho como voluntária… Bem, ser voluntária é um fator benéfico para mim, sinto que há medida que sou canal evoluo muito mais,

é como parte de mim seja segregada em vértices que me ligam ao universo e a um corpo. Realmente, é muito difícil dar uma definição do que é ser canal… não existe terapias homogéneas, em cada uma delas desenvolvem-se experiências únicas e transcendentes. Se pudesse descrever ser voluntária de reiki com uma imagem, era da seguinte forma: uma fonte de água que nasce num cima de uma falésia e que passa por várias transformações, mas há medida que vamos cuidando dessa água e limpando todas as impurezas ela se transforma em vitalidade. Assim caracterizo o voluntariado, algo que nos faz crescer e evoluir mas também que partilhamos nossos conhecimentos e energia com alguém que na maior das vezes é descentre no reiki, não sabe explicar as mudanças de humor, bem como as alterações da personalidade, onde muitos estão naquilo que designamos de “estado limite” e com as terapias recuperam o seu equilíbrio.

Nas minhas terapias o ponto central é eu ser um bom canal e a terapia ser para o bem supremo da pessoa, de resto deixo fluir e a energia vai sempre para onde é mais necessária. Penso que a fórmula mágica é respeitar a evolução de cada um e mostrar as várias passagens secretas que existe no seu interior para a busca do seu “eu interior”.

Sou muito grata por todas as aprendizagens como voluntária de reiki! Namastê

Adélia Meireles

 


 

associacao_portuguesa_reiki_redondo_120 Descobre os conteúdos exclusivos para os associados no nosso site www.associacaoportuguesadereiki.com

 

(Visited 94 times, 1 visits today)