Publicado em

Testemunho de participação no VIII Congresso Nacional de Reiki

Bom dia João,

Como sabes este foi  o meu primeiro congresso , e não queria deixar passar a oportunidade de agradecer a ti como Presidente, e a todos que colaboram para que este congresso se torna-se possível, e se realizasse.

Foi um evento importante, do ponto de vista, informativo, e como de partilha.

Pudemos constatar que  estavam presentes  elementos de vários  pontos do país, alguns com algum esforço.

Agradeço a todos os participantes do congresso , que partilharam connosco a boas experiências que tem tido, e acima de tudo, nos abrem portas à nossa motivação para os seguir e espalhar por este país a fora a projetos como os deles tão úteis , e de cariz humanitária.

temos que começar a dar mais as mãos , deixar de viver nas nossas ilhas, e ajudar os que precisam, e que querem a nossa ajuda, sei que não será fácil, mas tudo se consegue, com um sorriso nos lábios e com a colaboração de todos, exemplo disso foi este congresso.

Sei que a nossa sociedade é muito materialista, preconceituosa, mas está na altura de olharmos para nós, cuidarmos de nós… para depois em unidades ajudarmos aqueles que precisam.. muitas vezes, não é materialmente, e é isso que eu tenho encontrado… muitas pessoas com necessidades de equilíbrio emocional, harmonia e paz interior , apesar de não terem falta de bens materiais..

Este sábado vi , pessoas, lindas, com um coração grande, bom, predisposto a ajudar o próximo, com compaixão, e ricas, pois eram pagas com o sorrisos de crianças, o bem estar, um aperto de mão…

Está na altura de nós todos , deixarmos de olharmos em frente, e passarmos a olhar, somente 1 hora, para o lado, para o nosso vizinho, para aquele que precisam de nós..Talvez eu queira viver uma utopia… mas vale a pena tentar… julgo que não estou sozinho.

Contudo, na minha perspetiva, a pessoa, para ajudar o próximo, primeiro tem que estar bem consigo própria, tem que se encontrar, saber o que quer, o que procura, e para onde quer ir, ter uma grande satisfação com ela própria.. como foi demonstrado pelos os trabalhos apresentados, acredito, que todos tenham os seus problemas pessoais, do seu dia a dia, contudo, conseguem ultrapassar, e na globalidade vivem no estado de satisfação.

A vida nada é mais do que um rio, onde nós navegamos,com intensidade, por vezes, ele é calmo, outras, é agitado, nele encontramos náufragos, e temos 2 opções, ou viramos a cara ou salvamos , vivemos tempos bons , tempos menos bons, mas tudo se ultrapassa, tudo a seu tempo..

Um dia esse rio vai dar a uma foz, e a força que trazia vai diminuindo, até que entra num mar calmo, e ai tudo acaba, entramos noutra dimensão.

o que ficou para trás…. ? nada.. as opções de vida.. que não pudemos mudar.

Bem meu bom amigo, fica aqui o meu agradecimento a ti e a toda a equipa que promoveu e participou neste congresso, e tenham confiança , gratidão e emprenho para desenvolver mais eventos como este.

Fica desde já a minha gratidão convosco, abraços,

Rui Frade
Publicado em Deixe um comentário

Desafio: Como é que o Reiki mudou a minha vida?

reiki-mudou-a-minha-vida
A Associação Portuguesa de Reiki decidiu lançar-vos um desafio: partilhem os vossos testemunhos de como o Reiki mudou a vossa vida. Escrevam e enviem-nos a vossa experiência, relatando de que forma o Reiki introduziu mudanças decisivas nos vossos caminhos ou vos permitiu ajudar alguém nesse sentido. Iremos publicando os vossos testemunhos com o intuito de divulgar os benefícios desta terapia complementar e filosofia de vida. Obrigada pela vossa colaboração!
 
– Os testemunhos devem ser enviados para o e-mail editorial@montekurama.org indicando nome (ou pseudónimo, se preferirem);
– Todos podem participar: associados e não associados;
– Fica salvaguardado que a Associação Portuguesa de Reiki poderá vir a publicar os testemunhos num documento disponível a todos com o mesmo título;
– A iniciativa não tem qualquer objetivo publicitário, mas  apenas de divulgar as vantagens do Reiki como terapia complementar e filosofia de vida.
 
Se tiverem dúvidas, podem esclarecê-las através do e-mail editorial@montekurama.org
 
Só por hoje, somos muito gratos pelas vossas partilhas! 🙂
 

Publicado em Deixe um comentário

Testemunho sobre Reiki na oncologia

É com muita gratidão que partilhamos este testemunho de vida e amor, no acompanhamento de um familiar com doença oncológica. Reiki na oncologia é um projeto da Associação Portuguesa de Reiki com o nome Ser e Viver.
“Na impossibilidade de poder fazer pessoalmente, é meu desejo expressar, em nome próprio e no de minha família, todo o nosso reconhecimento e gratidão à Associação Portuguesa de Reiki e à Europacolon cuja ajuda solicitei.
Depois de uma consulta de urgência num hospital privado, o médico aconselha o meu marido a fazer uma colonoscopia! Marcamos o exame o mais breve possível!
No mesmo dia do exame o médico diz-nos que o meu marido tem um a lesão e que será necessário fazer a cirurgia. Aconselho-nos, por isso, uma consulta dessa especialidade. Para além da cirurgia disse para aguardamos pelo resultado dos fragmentos da mucosa retirada. Assim fizemos. Marcamos a consulta!
No dia 12 de Maio de 2013, o médico da cirurgia contacta com o meu marido e diz-lhe para ir ao consultório no dia 14 de Maio de 2013 pois já tinha o resultado dos exames. Naquela altura comentei com o meu marido: «Deve ser alguma coisa de grave? senão o médico não ligava!» Longe de pensar a luta que se avizinhava!
Chegou então o dia «aguardado».  O médico quando entramos no consultório pergunta: -«Sabe o que tem?». Respondemos que não.
Então o médico diz que o meu marido tem um tumor maligno. O  mundo caiu-me em cima! Ninguém está preparado para receber a notícia de que tem um cancro! Tudo ficou negro à minha volta. Nessa altura pensei «Não pode ser! Tenho 32 anos, e o meu marido 39 e um filho com 4 anos! E ainda tanto para fazer que não queria que a nossa  vida acabasse ali naquele momento.»
Foi  alertado da pior forma o que podia acontecer com o pior cenário.
Neste mesmo dia, o meu marido realizou uma serie de exames para ver a evolução, o grau e se existiam metástases no corpo?
A partir deste dia a nossa vida mudou? as prioridades passam a ser outras! Se até agora a nossa prioridade era o nosso filho? era nele que pensávamos em relação ao futuro! Agora, para mim, a prioridade passou a ser o meu marido. Sem descurar do meu filho. Falamos com ele acerca do pai numa linguagem simples e que não o confundisse.
A partir deste dia o stress, a fadiga, o cansaço físico e acima de tudo psicológico instala- se cá em casa.
Entretanto, após muitas consultas e idas e vindas ao hospital a primeira sessão de quimioterapia chega. Dia 5 de junho de 2013. Ao fim de cinco horas no hospital vimos para casa?
As dores e o cansaço aparecem.
Durante este tempo, devo dizer que lia tudo acerca do cancro do colon. Procurei associações. É  então encontro a Eurapacolon. Li um artigo acerca de um protocolo com a Associação Portuguesa de Reiki. Já estava implementado em alguns hospitais. Quis saber se faziam em Braga? a resposta foi negativa. Então procurei alternativas? Liguei para a responsável de Reiki em Vila Nova de Famalicão. Disse- me que já não estava em V.N.F? mas sim em Guimarães e que teria muito gosto em nos receber para o meu marido fazer uma sessão.
Marquei para o dia em que um voluntario estaria disponível para a sessão.
Chegou o dia? disse ao meu marido que ele ia fazer uma sessão de Reiki.
Devo dizer que o meu marido é muito céptico em relação a estas « medicinas alternativas»!
Então eu respondi? que lhe ia fazer bem que ele ia libertar as energias negativas. Que mal não ia fazer? e que para aliviar os efeitos da quimioterapia teremos de procurar alternativas!.
No final da sessão ele «sentiu- se mais leve mas acima de tudo mais relaxado.»
A partir desse dia, e a pedido dele disse-me que queria continuar com as sessões. Sentiu- se  melhor  física, emocional e espiritual.
Com o reiki o meu marido tem relaxamento profundo, redução dos níveis de stress, bem-estar físico, emocional, mental e espiritual, reforço do sistema imunológico,  desenvolvimento espiritual, aumento da autoconfiança e autoestima, aumento da paz interior, aumento da clareza de pensamento; reforço do equilíbrio do corpo.
Devo dizer que foi um presente no meio da desgraça que é esta doença?
Mas  a nossa batalha ainda não terminou, antes pelo contrario ainda está a começar. Quero acreditar que com as sessões do reiki o meu marido sentirá forças e acima de tudo coragem para o resto das sessões que ainda faltam para mandar embora esta doença que nos bateu à porta.
A todos que estão a passar por esta fase menos positiva da vida, quero dizer que experimentem o reiki pois os benefícios na vida do doente oncológico são muitas.
Para terminar quero deixar uma palavra de força ao meu marido que amo muito?
Meu amor a vida pregou-nos uma grande partida. Mas nós vamos ser fortes e ultrapassar tudo isto. O nosso amor dá- nos forças para seguir em frente. Mas acima de tudo o nosso filho. É por ele que temos de seguir em frente e ir até ao fim. No final vamos ficar mais fortes e a nossa relação mais fortalecida. Nunca te esqueças que tens em casa duas pessoas que te amam muito e que acima de tudo precisam muito de ti? amo-te muito e estou contigo para tudo o que nos espera. A batalha não será fácil, mas juntos vamos vencer. Nunca perdamos a esperança e a fé, porque deus nunca nos abandona.”
[box type=”info”]
Mais informações aqui:
Protocolo entre a APR e a Europacolon
Projeto Ser e Viver – Reiki na Oncologia
Reiki cada vez mais usado em doentes com cancro para reduzir efeitos da quimioterapia
[/box]