É uma experiência inovadora a nível nacional e está a revelar-se um sucesso. Desde finais do verão passado (2013), já passaram pelas sessões gratuitas do Hospital do Fundão (Centro Hospitalar Cova da Beira) mais de 200 pessoas. «A lista de espera chega a ser de três meses», garantem as coordenadoras do núcleo do Fundão da Associação Portuguesa de Reiki, Paula Roque e Cristina Afonso que são os principais rostos deste projecto inovador que continua a ganhar adeptos na região.

Screenshot_2

«Na nossa perspectiva, o Reiki faz todo o sentido nos hospitais, a exemplo do que já acontece noutros países», defendem as coordenadoras, informando que o Hospital do Fundão foi o primeiro do país a ter consultas de Reiki por marcação. «O Reiki é uma terapia complementar e atua no âmbito do campo bioenergético, visando estabilizar o fluxo de energia e proporcionar uma sensação de bem estar. Consideramos que faz todo o sentido complementar a medicina convencional com esta terapia, potenciando o restabelecimento mais rápido dos doentes», acrescentam.

As consultas são asseguradas em regime de voluntariado pelas coordenadoras do núcleo e por mais sete terapeutas. As marcações são feitas na consulta externa do Hospital do Fundão, durante o horário de funcionamento ou através do telefone 275330000. As sessões são sempre à sexta-feira entre as 18 e as 20h30. O Reiki é um procedimento que trabalha a energia vital, através de um tipo de energia que é universal e está em todo o lado. Através de uma formação adequada, o praticante transmite a energia Reiki através das mãos. «Consideramos o complemento das terapias com a medicina convencional muito importante e o nosso objectivo é divulgar e esclarecer as pessoas sobre o Reiki na nossa região», sublinham Paula Roque e Cristina Afonso.

Ao JF o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Cova da Beira explicou que numa primeira fase as sessões de Reiki se destinavam especificamente a alguns colaboradores do Centro Hospitalar, mas que acabaram por ser alargadas a todos os interessados. «Trata-se de um procedimento que disponibiliza uma abordagem complementar relativamente àquilo que é a abordagem da medicina convencional e decidimos alargar as consultas a quem quiser usufruir delas», sublinha Miguel Castelo Branco.

O Dia Nacional do Reiki é assinalado a 15 de Agosto e o Parque das Tílias acolherá várias sessões (abertas) até às 18 horas (basta levar um donativo para a loja social), palestras, tertúlias e um concerto de encerramento.
O Núcleo do Fundão está também a desenvolver um projeto semelhante ao do Hospital do Fundão com a Santa Casa da Misericórdia da Covilhã.

Por Lúcia Reis, Jornal do Fundão