banner-apr-codigo-etica-reiki

A Associação Portuguesa de Reiki, tem os seguintes princípios éticos, os quais os seus membros se esforçarão para aplicar. Cada uma das alíneas abaixo está descriminada nos Códigos da Prática Profissional. Todos os seus associados estão comprometidos e empenhados a cumprir o código de ética.

  1. A integridade, imparcialidade e respeito para com todos os seres vivos é obrigatória.
  2. Todos os relacionamentos e interacções profissionais deverão ser éticos e objectivos.
  3. A terapia deve ter sempre os padrões mais elevados de prática, pelo que cada terapeuta de Reiki deve ter em atenção os seus conhecimentos teóricos e a experiência prática.
  4. O terapeuta deve ter os seus níveis energéticos em boas condições para que possa exercer correctamente a veiculação da Energia Universal.
  5. O terapeuta deve fazer uso do segredo profissional explicando-o ao paciente.

Código de Ética Profissional para Terapeutas

O código de ética disponível é uma base para discussão entre os membros associados. A sua revisão foi feita em Julho de 2010, vindo a ser alterada brevemente em 2012.

banner-apr-codigo-etica-reiki-formadores

A Associação Portuguesa de Reiki. está a publicar para os seus associados e futuros associados, o Código de Ética para Mestres Formadores de Reiki.

Este código deontológico não pretende interferir com os conteúdos dos cursos mas sim com a qualidade dos mesmos, garantindo aos alunos as melhores bases para o seu ensino. No esforço de tornar o Reiki uma prática de terapia complementar, reconhecida oficialmente, não devemos descurar o seu ensino, pois este terá bastante influência na forma como os praticantes o aplicarão.

Um Mestre Formador de Reiki, deve assumir a responsabilidade do que ensina, como ensina, de forma ética, competente e eficiente, guarantindo aos seus alunos a possibilidade de virem a ser bons praticantes/terapeutas.

Código de Ética para Mestres Formadores

Este Código de Ética é complementar ao Código de Ética Profissional, ou seja, o primeiro é para ensino e o segundo para a prática na terapia. O Código está em discussão aberta para alterações. Esta revisão de 18 de Fevereiro de 2012 vem ao encontro de vários estudos, inquéritos feitos em 2011 e do projecto de “2012 Ano da Formação e Profissionalização em Reiki”.