Um núcleo regional é uma representação direta da Associação Portuguesa de Reiki na região. Um núcleo regional é constituído por associados e o associado que está a gerir o núcleo tem a denominação de Coordenador.

Este documento visa esclarecer a candidatura de um associado a um núcleo regional, para o ano de 2018.

Antes de ler todos os pontos, por favor, verificar as seguintes condições primárias:

  1. É associado com as quotas em dia;
  2. Quer candidatar-se a uma zona sem núcleo presente;
  3. Apoia as atividades, visão, missão e valores da Associação Portuguesa de Reiki;
  4. Quer manter uma atividade isenta, não procurando fins lucrativos;
  5. Pretende promover o esclarecimento e o voluntariado na comunidade;
  6. Tem o nível 3 de Reiki e prática terapêutica;
  7. Aceita ser apoiado pelo núcleo mais próximo ou pelo núcleo que for designado;
  8. Concorda no trabalho conjunto com outros núcleos;
  9. Segue o código deontológico, o código de conduta e as deliberações da CNETR.

Links úteis

Como se candidatar a Coordenador

  1. Ler e concordar com todos os artigos indicados neste documento;
  2. Enviar um email para info@montekurama.org com os seguintes elementos:
    1. Nome:
    2. Email:
    3. Região a que se candidata:
    4. Morada do local onde quer colocar o núcleo (caso tenha):
    5. Nome da pessoa que lhe dará apoio:
    6. Email da pessoa que lhe dará apoio:
    7. Programa provisório de atividades do núcleo para seis meses:
    8. Fotografia do candidato:
  3. Após a recepção o proponente será contactado para uma pequena entrevista;
  4. Será indicada a realização de uma pequena actividade, para que possa demonstrar que consegue estar à frente de um núcleo regional e compreendeu todos os propósitos. A actividade poderá ser um Chá com Reiki, uma sessão de esclarecimento ou uma sessão de voluntariado;
  5. Após a aprovação da mesma, é enviado um email a indicar como criar um email do núcleo e página de facebook.

Cumprir os objetivos, missão, visão e valores da Associação Portuguesa de Reiki

Lê atentamente os pilares constitutivos da Associação Portuguesa de Reiki que serão também os pilares do núcleo regional.

Objectivos estatutários

  1. Unificar as várias escolas, mestres e terapeutas de Reiki de Portugal, com o intuito de criar um código de ética para a auto-regulamentação;
  2. Divulgar a terapêutica e filosofia Reiki;
  3. Esclarecer dúvidas e partilhar o conhecimento acerca deste Bem Supremo;
  4. Avançar com propostas para o reconhecimento do Reiki como terapêutica não convencional;
  5. Sensibilizar para a importância dos cuidados paliativos e contribuir para a prestação dos mesmos em parceria com entidades que reconheçam o Reiki como terapêutica.

Visão

  1. A Associação Portuguesa de Reiki pretende tornar-se uma entidade de referência, entre as suas congéneres nacionais e internacionais, no apoio ao praticante de Reiki em todas as suas vertentes. Aspira ainda a contribuir para o esclarecimento sobre esta terapia complementar, visando o seu reconhecimento e promovendo o espírito solidário através de voluntariado na comunidade.
  2. Trabalhar para a união, respeitando a diversidade de opiniões, faz parte da forma de estar da APR, tentando agregar todas as associações reconhecidas em Portugal que trabalham para o desenvolvimento e credibilização desta terapia complementar.

Valores

  1. A Associação tem como pilares os princípios transmitidos por Mikao Usui, dos quais é possível aferir os seguintes valores, que orientam a acção da APR:
    1. Legalidade
    2. Imparcialidade
    3. Ética
    4. Transparência
    5. Compromisso
    6. Responsabilidade
    7. Rigor
    8. Eficiência
    9. Criatividade
    10. Inovação
    11. Sustentabilidade
  2. O coordenador deve ainda respeitar o código de conduta dos Coordenadores.

Cooperação

  1. O coordenador deve cooperar, respeitar e apoiar os restantes coordenadores.

Prática de Reiki

  1. O núcleo regional deve ter a sua intervenção unicamente na prática de Reiki;
  2. Independentemente do sistema que o coordenador aprendeu, deve haver respeito por todos os sistemas de Reiki.

Condições para a candidatura a Núcleo Regional de Reiki e Coordenador

O coordenador

  1. Quem se candidata a Coordenador só pode ter em vista o seguimento da missão, visão e valores da Associação, querendo levar o voluntariado e o esclarecimento público sobre a prática de Reiki;
  2. Deve sentir-se apto e capaz em termos mentais, emocionais e físicos, pois o voluntariado é exigente;
  3. Deve ter a capacidade de gerir conflitos, ter uma visão imparcial e desapegada, ser capaz de praticar os cinco princípios;
  4. Ter uma atitude proativa e orientada para a comunidade onde se insere;
  5. Ter pelo menos o terceiro nível de Reiki, com prática terapêutica.

Obrigações

  1. Deve ser um associado com as quotas em dia;
  2. Os voluntários do núcleo devem ser voluntários com as quotas em dia;
  3. Em caso de questões éticas, deve sempre contactar a Associação ou a Comissão Nacional de Ética para a Terapia Reiki (CNETR).

Denominação

  1. Constituir um núcleo é ter a consciência da ação de Reiki numa localidade;
  2. O nome do núcleo poderá ter o nome do Conselho onde está fixo, no entanto, caso exista já um núcleo nesse local e havendo propósitos concretos, poderá ser criado um núcleo com o nome da freguesia, ou nome de conselho + freguesia.

Localização

  1. O núcleo físico deve estar localizado na região para a qual se candidata;
  2. O núcleo físico pode ser um espaço cedido pela Junta de Freguesia, Câmara ou outra Instituição/Associação;
  3. O núcleo físico em último caso, poderá estar inserido num espaço, no entanto a imagem gráfica deve ser claramente distinta desse espaço e não deve ser usado para legitimar esse mesmo espaço.

Apoio

  1. Como a tarefa de trabalhar em voluntariado é exigente, aconselhamos o Coordenador a inscrever-se com um elemento de apoio ao núcleo.
  2. Na ficha de candidatura, deve apontar quem será o voluntário a apoiar na criação, manutenção e desenvolvimento das atividades do núcleo.

Atividades

  1. Novas regras sobre atividades que serão excluídas dos núcleos irão ser indicadas em 2018, após reunião com coordenadores.

Voluntários no núcleo

  1. Os voluntários do núcleo devem ser voluntários com as quotas em dia.

Apoio da Associação para com o núcleo

  1. Fazer parte do grupo online de coordenadores para partilha de experiências e apoios;
  2. Apoio na parte de materiais gráficos, em formato digital;
  3. Apoio na divulgação dos eventos do núcleo;
  4. Publicação de notícias dos eventos do núcleo;
  5. Apoio na formação a voluntários;
  6. Apoio na formação de cursos aprovados pela Associação no núcleo.