Davide Carvalho, voluntário do Núcleo de Braga, relata sessão por sessão este segundo Congresso de Reiki para Animais, desta vez organizado pelo Núcleo de Reiki de Braga. Podem ver as fotos do evento no Facebook do Núcleo de Reiki de Braga.

10:00 – Check in – Receção para o II Congresso de Reiki para Animais

No dia 27 de abril, Braga brindou todos os participantes com um agradável sábado de sol. O Auditório Primavera revelou-se igualmente um espaço confortável, intimista e acolhedor para os cerca de oitenta participantes no evento.

À hora marcada, abriram-se as portas do Auditório Primavera e deu-se início à receção e acolhimento de todos os convidados. O congresso começou perante uma plateia bem composta e ansiosa pelo cumprimento de uma agenda preenchida e desafiante.

10:20 – Sessão de abertura – Eugénia Carvalho e Isabel Silva

Eugénia Carvalho e Isabel Silva, coordenadoras do Núcleo de Braga, convidaram para estar presente na mesa da sessão de abertura, Isabel Couto em representação da APR. Na sessão de abertura Eugénia Carvalho deu as boas-vindas a todos os presentes e afirmou o empenho e esforço para dar resposta plena ao desafio que lhes fora lançado. Apresentou um breve historial do Projeto Reiki 4Pets como mais uma iniciativa deste Núcleo que une duas paixões: Reiki e animais.

Seguiu-se a transmissão da mensagem de saudação partilhada por João Magalhães, presidente da APR, com saudações para todos os presentes e os votos de sucesso para o evento.

Finalizando este momento, Isabel Silva proporcionou a preparação adequada para a partilha a usufruir no evento orientando os participantes no enraizamento e na ligação de todos com a energia universal com os princípios do Reiki. De salientar que a imagem do mestre Mikao Usui, esteve sempre presente na mesa do congresso.

10:30 – Código de Ética para Aplicação de Reiki em Animais, por Raquel Correia

Raquel Correia falou da importância de que se reveste o Código de Ética para Aplicação de Reiki em geral e em Animais, referindo-se à sua criação em 2018 e aprovação em assembleia geral no presente ano. Colocou especial enfoque no exercício do voluntariado com a detenção do nível I e II de Reiki sob supervisão e o estatuto de profissional está reservado para os detentores do nível III. Abordou, na imensidão de aspetos abrangidos por um código tão específico, as responsabilidades, competências, direitos e deveres do terapeuta e o espaço terapêutico. Finalizou com a referência aos direitos do animal plasmada na Declaração Universal dos direitos do animal e esclarecimentos sobre a relação terapeuta/animal e algumas cuidados e recomendações presentes no Código.

11:00 – Projeto “Todos em família – Preparação dos Animais para adoção” – por Carlos Pinto e Mercedes Costa

Mercedes Costa começou por apresentar a história do Projeto que o núcleo desenvolve no Canil Municipal de Olhão, com especial desenvolvimento a partir de 2017, referindo as ligações e bases do projeto e uma diversidade de atividades que vão promovendo em prol dos animais. Carlos Pinto relatou na primeira pessoa a experiência vivida, intensa e entusiasmante que o Reiki auxilia no sucesso crescente que se verifica na adoção dos animais, especialmente de cães, tendo documentado o seu sucesso com registos fotográficos e de vídeo. Terminou o seu relato com a saliência para a necessidade de o ato de adoção se afirmar como um ato responsável, para cuidar, dar atenção, amor e carinho, isto é, para dar aos animais o mesmo que nós como humanos também queremos.

11:30 – A Profissionalização do terapeuta de Reiki Animal – por Cláudia Mateus

Cláudia Mateus explorou este tema tendo por referência a sua história de vida e de evolução pessoal através do Reiki. Usou a metáfora da “sementinha” que nasceu e alimentada com “foco, estudo e sabedoria” foi crescendo alimentada pela prática até se transformar numa árvore com frutos. Referiu a importância do voluntariado para a prática e para a experiência como uma etapa desse crescimento. Depois, aludiu à sua experiência profissional, ao seu espaço, parcerias e formações. Terminou com a referência à sua experiência como doula, no apoio à transição do animal, uma solicitação em crescendo nos dias de hoje.

12:00 – O Animal como Terapeuta – por Inês Vieira e Sílvia Sousa

A partir da observação de sequências de imagens ligadas à realidade que regista a presença de animais que geram sentimentos de afeto, as dinamizadoras mostraram que a imagem cria um vínculo com a realidade e traduz o espírito do Projeto “Doing Things Conect” (DTC). Este projeto recorre particularmente aos cães nas suas principais áreas de intervenção. Deste modo, salientaram as suas extraordinárias capacidades já demonstradas e comprovadas em diversas vertentes e a sua referenciação como principais agentes nos processos de intervenção de caráter lúdico, educativo, terapêutico entre outros. Concluíram referindo-se à escolha e preparação destes animais para desempenharem alguns papéis com grande relevo na actualidade como o de assistência ou guia no apoio a pessoas com deficiência e, ainda, como terapeutas.

12:30 – O Estatuto jurídico dos animais – por Liliana Vaz de Carvalho

Liliana Vaz de Carvalho começou por referir algumas alterações e inovações recentes relativamente ao Estatuto jurídico dos animais, começando pela alusãoà Lei N.º8/2017 que consagra a designação dos animais como seres sencientes, ou seja, seres vivos dotados de sensibilidade. Depois, seguiram-se abundantes referências a artigos bastante diversos, tais como os relativos à responsabilidade e designação do achador de animal e os seus direitos e deveres, o acordo sobre o destino do animal em caso de separação ou divórcio e a defesa da guarda conjunta, por exemplo, assegurando o bem-estar do animal, o dever de manter as condições etiológicas adequadas ao animal ou dos cuidados médico-veterinários que por ele são requeridos. Finalmente, abordaram-se alguns aspetos ligados à moldura penal e ao quadro sancionatório que abrange as agressões, maus-tratos ou morte de animais e as autoridades que devem ser alertadas de imediato em tais situações.

14:15 – Reiki Doubutsu – Reiki para animais – por Sílvia Oliveira

Sílvia Oliveira começou por explanar a origem do termo Doubutsu que em japonês significa animal, daí resulta a tradução de ReikiDoubutsu pela expressão similar em português: Reiki para animais. Referiu alguns testemunhos desta prática em diferentes contextos e espécies e fez uma breve reflexão sobre a forma como os animais praticam os  princípios do Reiki: observando o seu comportamento numa terapia, pela concentração no presente, a confiança que depositam no outro, a gratidão que expressam, a sua honestidade simples e, por fim, a sua calma.

14:45 – Voluntariado e Formação de Reiki em animais – por Fátima Cunha Velho

Fátima Cunha Velho contextualizou a sua actuação e referiu-se à complicada situação que se vive em Portugal, nomeadamente no abandono, negligência a que são votados os animais, que se pode constatar nos canis de muitos municípios. Recorrendo ao historial da experiência que protagoniza, evidenciou os benefícios do Reiki, a importância do terapeuta e da experiência do voluntariado como um exercício que permite a evolução, o conhecimento da realidade, o assumir de causas e, sobretudo, a aprendizagem de uma lição de vida. Depois, salientou os artigos publicados, Workshops e outras ações implementadas no terreno que servem de exemplo para aquilo que deve ser uma ambição: a criação de rede de terapeutas no auxílio emocional e na promoção do bem-estar não só dos animais mas também de quem se dedica aos animais trabalhando nos canis municipais. Para estes últimos, o Reiki pode criar uma almofada emocional e funcionar como alívio emocional e físico, que se refletirá numa atuação dotada de maior clareza e desapego.

15:15 – Benefícios do Reiki – por Ricardo Garé 

Ricardo Garé brindou os presentes com uma participação surpresa via vídeo esclarecendo os Benefícios do Reiki em animais não humanos. A sua intervenção centrou-se na demonstração, com base em exemplos reais, de como o Reiki se traduz em melhorias na dimensão física e emocional do animal que acentuou num claro contraste com outras terapias conhecidas e já experimentadas. No domínio físico, por exemplo constata-se pela resposta rápida no abrandamento da dor e na cicatrização mais célere. As alterações e recuperações também se revelam nos comportamentos através da diminuição das fugas e voltando a ser o que eram antes. Enquadrou a explicação para as melhorias exemplificadas pela produção de hormonas que favorecem o equilíbrio do metabolismo e contribuem para o bom funcionamento do corpo. Na base da produção de hormonas estão as glândulas endócrinas existentes no organismo e representadas simbolicamente no Reiki pelos Chacras. A finalizar, abordou a importância do recurso aos símbolos do Reiki na potenciação dos efeitos e na eficácia dos resultados, de acordo com o contexto específico e o nível de intervenção da terapia.

15:45 – O Reiki em animais resgatados – por Eduarda Palmeira e Renato Silva

Eduarda Palmeira e Renato Silva dedicaram a participação para falar da História da Abandoned Pets, dos vários projetos atualmente em curso e a sua principal área de intervenção que se prende com o resgate de cães abandonados na rua, o seu processo de acolhimento e, enquanto Projeto de Dignificação dos Animais, promove também a sua adoção. No seu âmbito alargado de intervenção partilharam as dinâmicas dos projetos e estratégias em desenvolvimento, assinalando-se por exemplo “Animal educado, animal adotado”, “Animais de A a Z” e o CED (Captura, Esterilização e Devolução). Na sua atividade regista-se um forte investimento na sensibilização para a interação com animais junto das comunidades escolares do concelho. Também conta com o apoio de um grupo de voluntariado de terapeutas de Reiki e regista exemplos de evolução e alterações de comportamentos dos animais que experienciam esta dádiva.  

16:30 – Meditação ao som de taças tibetanas – “Conexão com o seu animal de estimação” – por Carla Brito, Andreia Roxo e Úrsula Martins

Enquadrada no âmbito deste congresso, Andreia Roxo e Úrsula Martins ofereceram aos participantes uma meditação original de Carla Brito, ao som de taças tibetanas cuja intenção foi promover a conexão íntima com o animal de estimação e com ele partilhar o amor incondicional.

17:00 – Medicina integrativa e animais – por Sofia Ferreira

Sofia Ferreira apresentou uma abordagem abrangente da Medicina tradicional e de terapias complementares numa perspectiva integrativa com aplicação em animais. De entre a diversidade de terapias complementares assinalou o exemplo de recurso à acupunctura e à ozonoterapia, assinalando os processos e contextos de aplicação e efeitos produzidos, documentando com o recurso a exemplos ilustrativos. Por fim, abordou a temática da dietoterapia, em que, como o nome indica, o objetivo é dar resposta à frase “deixa o teu alimento ser o teu medicamento”. Assim, abordando os tipos de alimentação confrontou a ração seca com a alimentação natural, reforçando os benefícios da alimentação natural cozinhada, concretamente no tratamento de patologias específicas, na promoção da saúde e na terapia e auxílio da convalescença, para além de casos de intolerância à ração. Finalizou a intervenção salientando os cuidados especiais com ossos, doces e chocolates, os principais alimentos a evitar.

17:30 – Entendendo o comportamento do animal de estimação – por Manuela Pereira

Manuela Pereira sensibilizou os participantes para o entendimento do comportamento do animal de estimação. Começou por salientar a observação atenta de como o nosso animal de estimação age e reage, assinalando que apesar das características de cada espécie, cada ser é único. Seguiu-se a referência a alguns aspetos importantes para fazer o animal feliz. Depois, falou do “melhor amigo do homem” e das suas reconhecidas características que foram reforçadas com imagens que evidenciaram os principais sinais de afeto do cão. Seguiram-se os gatos, foram observados também muitos sinais de afeto através de imagens ilustrativas. A concluir apelou para que o tutor crie um forte vínculo com o seu animal de estimação e lhe dedique atenção e tempo de qualidade, pois o entendimento é a base de qualquer relação feliz!

18:00 – Sessão de Encerramento – por Eugénia Carvalho e Isabel Silva

Isabel Silva e Eugénia Carvalho presidiram à sessão de encerramento na qualidade de coordenadoras do Núcleo de Braga da Associação Portuguesa de Reiki. Eugénia Carvalho tomou a palavra para agradecer a todos os presentes, participantes, congressistas e patrocinadores do evento. Aproveitou a ocasião para entregar a verba angariada nas inscrições do congresso, cobertores e um donativo pecuniário oferecido por um patrocinador à Associação Abandoned Pets. Em seguida, convidou os voluntários que colaboraram ativamente na organização deste congresso para estarem presentes na mesa da sessão de encerramento, agradecendo o seu empenho, dedicação e disponibilidade. Seguiram-se os agradecimentos:

– a todos os participantes presentes pelo empenho e respeito pelo cumprimento do horário;

– aos  palestrantes pela qualidade e pertinência das intervenções que contribuíram para o pleno cumprimento dos objetivos deste II Congresso de Reiki para Animais: dignificar o Reiki e os animais.

– aos patrocinadores que colaboraram com a organização ajudando a que este congresso se tornasse numa causa humanitária;

– aos ausentes que estiveram ligados em pensamento ao evento;

– aos animais que nos ensinam o que é o amor incondicional e nos ajudam a trilhar o caminho da felicidade;

– a Mikao Usui que nos une em torno do Reiki.