Fernanda Afonso, que recebeu o prémio Cátia Arnaut de Inovação Reiki em Hospitais em 2019, partilha connosco este maravilhoso trabalho da História das Práticas Integrativas e Complementares no Município do Reio de Janeiro.

O artigo “Histórico das Práticas Integrativas e Complementares no Município do Rio de Janeiro” permite conhecer um pouco a trajetória de mais de 30 anos de trabalho integrado das PICS na Rede de Atenção à Saúde no município do Rio de Janeiro.

Esta publicação faz parte do livro Trajetórias das PICS no SUS (em anexo) e pode ser baixado, gratuitamente, no site do IdeiaSUS http://www.ideiasus.fiocruz.br/portal ou aqui…

Esta publicação surgiu a partir de convite dos Coordenadores do Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa  (CABSIN) e o Ideia SUS (FIOCRUZ).


O Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa (CABSIN) surgiu a despeito das limitações metodológicas das evidências disponíveis em PICS. Desde 2019, em parceria com a Bireme/Opas se dedicou na construção de Mapas de Evidências da Efetividade Clínica das PICS, incorporou novas tecnologias leves, como meditação e yoga, em protocolos clínicos, tanto na atenção primária quanto em hospitais, endossados por sociedades médicas especializadas e por universidades, no mundo inteiro. O caminho das evidências das PICS se fortalece, internacionalmente, com incentivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), a partir da década de 1970, e nacionalmente, com a publicação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) pelo Ministério da Saúde, em 2006. Em 2013, a Fiocruz lançou o IdeiaSUS, que traz uma plataforma colaborativa de registro de experiências de práticas de saúde, incluindo as PICS, como um processo de abordagem de mão dupla.